Sexta-feira, 1 de Agosto de 2014

O tigre, o menino e o trânsito

 

(Devido ao número de acessos, não é possível mais publicar comentários neste post, se quiser pode fazer nesta sequência)

 

Como um acidente pode explicar o comportamento humano

 

O Brasil ficou chocado nos últimos dias de julho quando um garoto de 11 anos teve o braço direito dilacerado por um tigre. O "acidente" ocorreu em um zoológico de Cascavel, PR, quando o garoto, acompanhado do pai, pulou uma cerca de proteção, ignorou os avisos de manter-se afastado e provocou primeiro um leão e depois o tigre. O desfecho todo mundo viu: teve o braço amputado na altura do ombro e terá a vida inteira para refletir sobre esse ato "corajoso". Esse acidente é exemplar, em todos os sentidos.

 

Quem acompanha minhas colunas sabe que há décadas eu insisto no declínio na qualidade do ser humano em sociedade. Especialmente no Brasil, país que parece caminhar ladeira abaixo no campo das relações humanas.

 

Felizmente alguém filmou e mostrou uma imagem que retrata o que vem acontecendo em uma sociedade desacostumada a respeitar uma autoridade. O garoto ficou por cerca de seis minutos atiçando dois felinos de grande porte, conhecidos por qualquer ser vivente como predadores. Até as pedras sabem que esses animais se alimentam de outros animais desde que o mundo é mundo.

 

Imediatamente após a divulgação das imagens começaram os julgamentos, principalmente os do "contra" e "a favor", seja do tigre, do garoto, do pai, do zoológico, de Deus etc. No atual modus operandi social de palpitar sobre tudo houve a esperada distribuição de culpa para todos os envolvidos, alguns até tentando amenizar o lado do garoto sob a alegação de que era "incapaz" de avaliar os riscos. Será? Com 11 anos você não sabe a diferença de um gato para um tigre?

 

Deixando um pouco o tigre de lado, vamos lembrar um pouco das histórias da Bíblia. Sem a menor conotação católico-cristã, mas apenas como exemplo. Muita gente atribui o pecado original ao sexo, fazendo uma analogia direta da mordida na maçã com rala e rola entre Adão e Eva. Mas Deus não poderia castigar pelo sexo, senão inviabilizaria a reprodução humana e jogaria por terra o famoso "crescei e multiplicai". 

 

O pecado original que condenou Eva e seu amasio ao mundo terreno foi a DESOBEDIÊNCIA. Deus deixou bem claro: não coma a fruta dessa árvore! E quando virou as costas lá foi ela e nhoc! Não tinha uma placa na macieira do tipo "fique longe, não coma". Por trás da desobediência está o conceito que quero chegar: o desrespeito!

 

Voltando ao zoológico, qual o padrão de comportamento dos visitantes: enfiar o braço na jaula ou manter-se afastado? Se uma criança violou o padrão é preciso olhar para esse caso isolado e tentar entender melhor de onde vem o comportamento tão prepotente.

 

Hoje em dia existe uma enorme confusão aqui em terras brasileiras com relação à educação. Também já escrevi sobre isso. E é um tal de pais entregarem seus filhos às escolas na crença cega de que o pimpolho sairá de lá um lorde inglês e com conhecimento de filósofo alemão. Mas em casa o filho faz o que quer, passa o dia no videogame, desobedece os pais e eventualmente despreza a autoridade dos empregados.

 

Educação é aquele conjunto de regras transmitidos de pais para filhos como uma carga genética. O que a escola transmite é conhecimento. Portanto, escola não educa, quem educa é o convívio familiar. Já defendi mais de um milhão de vezes a mudança do nome de ministério da Educação para ministério do Ensino.

 

Pergunto, que tipo de pai pode gerar um filho tão incapaz de entender a regra mais elementar, bíblica e basilar da educação que é a obediência? Que tipo de exemplo esse garoto tem em casa para ignorar tão descaradamente os perigos que envolvem o enfrentamento de um animal feroz? Uma criança que atiça descaradamente um animal selvagem como o tigre respeita seus professores? Obedece seus pais?

 

É o reflexo da falta de cuidado na educação, não da escola, mas aquela da formação do caráter. Quem enfrenta um tigre não é corajoso - como escreveram alguns - ou simplesmente desobediente?

 

Chamou-me a atenção o comentário de vários jornalistas que reforçaram o fato de no momento do acidente não ter nenhum vigia, embora o zoológico tenha se defendido alegando que a área é monitorada por quatro fiscais.

 

Ora, jornalistas são pessoas esclarecidas, viajam e normalmente voltam do exterior sempre com uma história de civilidade na ponta da língua. Ficam impressionados que nos museus americanos o visitante deposita o valor em uma caixa que fica ali, ao alcance de qualquer um, mas ninguém pega. Contam - impressionados - que na Áustria as padarias deixam o leite fora e as pessoas pegam e depositam as moedas em um pote, sem ninguém vigiando.

 

Mas cobram o fato de naquele local do zoo não haver um vigilante. É ISTO que quero chamar a atenção: educação não é um comportamento expresso diante de fiscalização, o nome disso é obediência. Educação é o comportamento do indivíduo quando não tem NINGUÉM olhando!

 

Por isso a Prefeitura de SP instalou mais uma centena de radares e câmeras de vigilância, porque o motorista só consegue se manter educado sob constante fiscalização. Porque não foi educado. Os motoristas/motociclistas mal e porcamente foram instruídos, quando foram... E os ciclistas nem isso!

 

Pela visão do jornalismo sensacionalista podemos perder a esperança em trânsito solidário sem que haja uma fiscalização opressiva e constante, como no zoológico. Não basta uma placa de proibido estacionar, precisa ter um fiscal. Não basta investir em passarela ou ciclovia, tem de fiscalizar. Não basta avisar que o leão é bravo, precisa colocar o braço lá dentro!

 

* Desculpem-me não me apresentar, mas este blog foi criado para  artigos que não publico na imprensa aberta. Como era reservado mais aos amigos, nem sequer me dei ao trabalho de assinar, meu nome é Geraldo Tite Simões - Jornalista, escritor, especialista em segurança viária, duas filhas (bem educadas, eu acho...). 

publicado por motite às 23:15
link do post | comentar | favorito
1137 comentários:
De carmen ferreira a 3 de Agosto de 2014 às 02:39
Sinto-me indignada com a atitude desse pai (que deveria ser um orientador/educador) sua irresponsabilidade, descaso, negligência, falta de amor com a integridade e segurança com seu filho. À ele caberia por limites e ensinar regras de respeito essenciais a vida dentro de uma sociedade, mostrar ao filho o CERTO e o ERRADO. Aí vejo na TV a mãe isentando o pai de sua responsabilidade, dizendo que ele está sofrendo e que isso é o suficiente para puni-lo. Não aceito ele deve ser responsabilizado pelos seus atos, ele permitiu que o filho fosse ferido (poderia ter sido morto) agora diz estar sofrendo e chora. O filho (um jovem idiota e mal orientado (haja visto o comportamento do pai e da mãe) vai passar a vida inteira sofrendo verdadeiramente, pagando o preço de um pai omisso e uma mãe conivente.



De Alan a 3 de Agosto de 2014 às 08:32
Grande texto... só que eu não acho que a obediência ou falta dela seja o problema, acredito o problema estar no bom senso... Quando alguém chama um gordo de gordo e isso é bulling ou crime. Hoje em dia todo mundo tenta se fazer de vitima, inclusive o idiota que colocou o braco pro tigre, indiferente de ser ou não uma criança. O que quero dizer é, todo mundo sabe as regras. mas respeita-as quem quer, e quando é oprimido por não respeitar certas regras diz-se vitimado por ser minoria ou algo do genero.
De Gláucia a 5 de Agosto de 2014 às 19:41
Infelizmente, esse menino deve ter instinto mal. Ele deve ser daqueles que maltratam os animais. Os pais devem dar maus exemplos. Desculpem-me sei que estou falando de um menino de 11 anos mas é assim que penso ao vê-lo provocando o leão e o tigre. Será que, se tivesse ao seu alcance, não seria capaz de jogar veneno ? Tenho netos desta idade e jamais iriam desobedecer aos pais e avós. E digo com orgulho, eles sabem ler e respeitar.
De Wilson a 3 de Agosto de 2014 às 12:56
Sensacional
De Elisa a 3 de Agosto de 2014 às 17:08
Concordo com você sobre a falta de obediência, mas gostaria de acrescentar que não somente no Brasil existe essa falta de obediência na Europa também! Moro na França e vejo cameras de vigilancia em todos os lugares e alguns pais aqui também acreditam que a escola deva dar a educação que eles não sabem dar!
De Alessandra Basher a 3 de Agosto de 2014 às 17:19
Excelente. Pena que o tigre não arrancou a cabeça dos pais. Esses mereciam mais ainda. No dia que fecharem os zoológicos, no dia que deixarem esses animais lindos em paz, esse tipo de coisa não vai acontecer. Bem feito, garoto. Quando crescer vai precisar de uma psicóloga bem boa que vai te ajudar a colocar a culpa nos seus pais.
De Anónimo a 4 de Agosto de 2014 às 02:53
TODO SER HUMANO PRECISA DE LIMITE. Principalmente nossos filhos que dependem de nós mães. Creio que todas escolhas tem consequências sejam boas ou ruins.
De Vania a 4 de Agosto de 2014 às 14:03
Parabéns, maravilha 10.
De Clarissa Pabst a 4 de Agosto de 2014 às 14:44
É o que tenho dito! No Brasil está faltando "Berço"! Infelizmente vivemos a cultura de um país capitalista de 3º mundo...mas o pior de tudo é que
a sociedade nos faz crer que é tudo muito normal!
A mulher tem que voltar ao mercado de trabalho, tem que ser independente, deve deixar seu filho na creche, chorando ou não chorando.. isso é normal, vai passar, a criança tem que se acostumar com as frustrações da vida, assim é a vida, a vida é dura...é o que todos dizem... Almoçar em família? Como? A casa é distante, o trânsito é caótico, o tempo é curto... Os pais chegam exaustos em casa... Mas assim é a vida, isso é normal! - dizem todos...os próprios familiares, os psicólogos, os vizinhos, os amigos.
E assim vamos aceitando tudo isso...
E a verdadeira educação, o "Berço".. se perde, pois a mulher já não está onde deveria estar!
Quando digo que a vaca '"NUNCA" vai deixar o bezerro chorando...sou taxada de 'super protetora"... Mas, nós, seres humanos, não somos antes de tudo mamíferos?
Estamos é perdendo nossa essência, estamos indo contra a NATUREZA!
E isso tudo só pode ter um preço, pois a natureza é sábia!
De Nacionide Bastos Ramos a 4 de Agosto de 2014 às 19:00
Esse menino estava merecendo umas boas palmada para entender que na vida há regras e limites. Mas agora nem isso podemos fazer porque corremos o risco de sermos presos. O pai ainda teve a cara de pau de dizer que já havia brigado com o filho mas ele não lhe deu ouvidos. Tirava ele dali no tapa e puxão de orelha, pelo menos não estaria sem braço hj .
De Patricia Scnitzer a 4 de Agosto de 2014 às 20:53
O tigre não tem culpa alguma! Ele estava no "local dele", sossegado, a criança é que pulou a cerca, foi imprudente e irresponsável, assim como o pai, que devia estar dando mais atenção ao filho pequeno, que estava protegido e seguro em seus braços e deixou o mais velho correndo perigo real! Foi uma fatalidade sim, mas se o pai tivesse pulso firme e dissesse NÃO pula a cerca, NÃO mexe no bicho, nada disso teria acontecido! O responsável pela criança é o pai e não o zoológico!
De Musa a 4 de Agosto de 2014 às 22:08
Nunca comento em blogs, mas precisava dizer que você expôs TUDO o que penso e venho opinando... Parabéns pelo bom senso! rs
De Ranieri Brasil a 5 de Agosto de 2014 às 00:43
O povo brasileiro, descende de uma civilização arcaica e sem nenhuma estrutura de educação. Fomos colonizados, há mais de 500 anos, por indivíduos criminosos, assassinos e políticos desonestos expulsos da Europa. A nossa procriação ocorreu com a mistura de tribos indígenas que já viviam aqui. Por conta disso, nossa capacidade de compreender o correto, o respeito as leis e regras é, portanto, inexistente.
De Jose Viana dos Passos a 5 de Agosto de 2014 às 01:45
Falar é fácil... Não se poder generalizar, até porque, se generalizar, já estará discriminando alguém...

É bem verdade que o garoto extrapolou... Mas, por ser um pré-adolescente, ainda em formação, pode ser que seu senso de perigo, tenha-se alterado, quando percebeu que estava sendo o centro das atenções... O pai, deve ter-se sentido o máximo, ao notar que seu filhão, era o cara !!! o centro das atenções e sentiu-se o cara, pois seu filho estava chamando a atenção de muita gente... Certo !!?? Não sei... apenas, estou aqui, discorrendo sobre as infinitas situações que ocorreram naquele fatídico momento... A grande verdade, é uma só !!! Todos os adultos presentes na cena do acontecimento, foram covardes !!! sim, covardes... incapazes... nenhum deles, atirou-se sobre a cerca, para retirar o garoto levado de lá... pelo contrário... ficaram observando, até o fatídico acidente... é até possível que, aquele bando de adultos covardes, tenham até desejado que o garoto fosse comido pelas feras... porque ele, o garoto, teve o descuido de brincar com o perigo... quebrou uma das regras de ouro... foi indisciplinado !!! Garotos e garotas dessa idade, vivem aprontando... e isso é normal para eles... nós os adultos, é que temos de protege-los e por freio neles, quando os pais não o fazem... e tenho dito !!!
De cida a 5 de Agosto de 2014 às 15:56
Não tem mais nada a ser dito, vc disse tudo.
De valerio nardo ferreira a 5 de Agosto de 2014 às 21:50
Concordo plenamente,gostaria de colocar , sem entrar em qualquer merito, mais colocaria que todos somos um pouco culpado, essa desagregação do ser-humano leva a isso , pois acredito, vivemos com medo do outro , ou da reação do outro, pois se o ser humano atual transmitisse confiança e senso-critico, qualquer um dos presente, insclusive os que fotografaram estariam revestidos de autoridade, respeito e confiança e capacitação, que mesmo a revelia do pai, poderia ter tomado a iniciativa e ter ordenado com autoridade e obrigado o garoto a deixar o local, pois o perigo era eminente e claro.
De Geraldo Gallo a 5 de Agosto de 2014 às 12:21
Alessandra, reflita sobre seu comentário... um texto tão legal e um comentário tão infeliz. As pessoas não precisam ter suas cabeças arrancadas nem a psicóloga (burra) colocar a figura contra os pais. A questão aqui é civilidade, educação e respeito.
De Daniela a 5 de Agosto de 2014 às 15:30
Alessandra Basher :

E sua ignorância? Então vc deveria perder os dedos para não digitar besteiras!! onde já se viu desejar um mal desses para outros?? cresça e livre-se desse carácter triste q vc demonstrou!
De veronica vianna a 5 de Agosto de 2014 às 17:39
Esta matéria muito bem escrita, apesar de nao pontuar o que é claramente uma questao de negligencia por parte deste pai, nao é para todos... algumas pessoas se deixam levar pela revolta, seja por seus papeis de defensores dos animais ou porque necessitam constantemente ressaltar que só no Brasil nao há disciplina, o que nao é totalmente mentira. e por conta dessa revolta lançam enchurradas de comentarios do tipo: "o tigre deveria ter engolido a cabeça dos pais". Esses comentarios nao ajudam em nada!
De Marilda a 4 de Agosto de 2014 às 06:16
Também penso como vc...to indignada também. ..pais omissos..irresponsáveis..e o filho é a extensão dos pais...tenho dó do outro filho...Não será mais uma vítima da pasmaceira desses pais? Precisamos nos mobilizar se quisermos um mundo melhor pros nossos filhos e netos, os quais lutamos pra lhes impor valores verdadeiros! Como disse o nosso blogueiro ...a degradação humana é uma realidade...o mundo clama por pessoas de bem e que não tem preguiça de educar os seus...Vamos nos unir...mobilizar pessoas como nós e tentar mudar o rumo dessa falta de educação humana! Conte comigo!
De Elaine a 4 de Agosto de 2014 às 18:24
Perfeito seu comentario. Arranjar um culpado para nossos proprios erros se torna mais conveniente.
Porque questionar a seguranca do zoologico, se a crianca sem limites esta acompanhada de seu pai, que deveria te-la contido de uma situacao totalmente prevista, pois qualquer incitacao gratuita muitas vezes leva a serias consequencias.
Incapaz so porque o ferido era menor? E o pai... incapaz tambem ne?
De Marinez Rangelk a 4 de Agosto de 2014 às 21:57
Concordo plenamente com você. O pai deve sim ser responsabilizado afinal era ele o responsável pela criança, deveria ter partido dele a orientação para que o garoto não se aproximasse do tigre.
De Natalia Ozzetti a 5 de Agosto de 2014 às 20:02
Eu acho que ao menos a sociedade, nesse caso, teve a oportunidade de não pagar as consequências de um pai omisso e uma mãe conivente. Há um braço a menos de chance dessa criança sem limites se tornar um marginal.

Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 14 seguidores

.Procura aqui

.Julho 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Os dias eram assados: o p...

. Os Dias Eram Assados - o ...

. Os dias eram assados. Com...

. Scooter mania nacional

. Ainda melhor!!!

. Motociclista, esse esquec...

. Salão no Rio em nova data

. Tudo que você queria sabe...

. Quem experimenta pede Biz

. Salão da recuperação

.arquivos

. Julho 2019

. Junho 2019

. Março 2019

. Junho 2018

. Abril 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds