Segunda-feira, 29 de Junho de 2015

Faxina no carburador

nojinho.jpg

 

É mais simples do que se pensa, mas hay que tener paciência!

Por conta de uma bem vinda doação para a Abtrans, recebi motos da Honda e Yamaha. Elas vieram em ótima hora porque ajudou muito a impulsionar a Abtrans e agora temos condição de ensinar um futuro motociclista que ainda nem sequer comprou sua moto. Como elas ficaram paradas por muito tempo, a gasolina depositada no tanque e no carburador causou um baita estrago.

A culpa nem é da gasolina, mas da mistura que se joga dentro dela, principalmente o álcool, que contém água. Depois de um tempo essa "coisa" cheia de produtos químicos esquisitos evapora da cuba do carburador, deixando uma meleca irreconhecível que lembra açúcar mascavo. Aí, depois de um tempo, o incauto abre a torneira de gasolina, dá a partida e... nada! Essa sujeira vai para os giclês e entope tudo. Nesse caso só tem uma saída: desmontar e limpar tudo, inclusive o tanque de gasolina.

Foi o que fiz com as Yamaha YBR Factor 125 e a Honda CG 125 Fan, modelos que ainda usam carburador e que sofrem mais com esses depósitos de resíduos.

Antes de mais nada é preciso preparar o cenário. Separar as ferramentas, organizar o espaço e depois fazer um diagnóstico detalhado dos problemas apresentados. Veja neste texto anterior como organizar a oficina caseira. No caso da Yamaha o tanque estava com sinais claros de sujeira, por isso foi preciso incluí-lo no processo. Mas ATENÇÃO: se você não tem intimidade com mecânica e nem as ferramentas necessárias nem chegue perto! Chame um mecânico e seja feliz! 

1 - O primeiro passo é esvaziar totalmente o tanque. Com ajuda de um galão, retire a mangueira da torneira e drene toda a gasolina. Guarde essa gasolina em local seguro, em galão apropriado, longe do sol e de crianças. Ah e use óculos e luvas de proteção para mexer com gasolina. E coloque uma bandeja de plástico debaixo do motor. Forre o chão porque vai cair gasolina! Essa gasolina você leva para algum posto de gasolina e pede para entregar aos coletores de óleo que sabem o que fazer com isso. Mas NUNCA jogue na rede de esgoto porque além de poluir pode causar uma baita explosão.

esvaziatanque.jpg

Use um galão para receber a gasolina usada. 

2 - Retire as laterais, o banco e o tanque. No caso da Yamaha YBR os tanques tem pequenas saias de plástico que precisam ser removidas, assim como uma travessa de plástico que dá sustentação a essas pequenas saias.

retiratanque2.jpg

Solte o parafuso que prende o tanque, mas cuidado porque tem uma arruela de borracha! 

3 - Desconecte o plug do sensor eletrônico (Yamaha) e todas as mangueiras que chegam e saem do carburador. Solte o parafuso de drenagem da cuba para esvaziar toda a gasolina de dentro.

chicotetanque.jpg

Lembre de plugar esse chicote na hora de montar! 

4 - Solte o cabo do acelerador (Yamaha) ou desrosqueie o pistonete (Honda).

soltacabo.jpg

 5 - Solte as abraçadeiras que prendem o carburador até sentir que ele gira facilmente. 

soltabracadeira.jpg

6 - Com muito jeito e paciência retire o carburador primeiro pelo coletor de borracha do filtro de ar, que é mais mole; depois pelo coletor de admissão. A montagem será inversa.

retiracarburador.jpg

7 - Cuidado porque sempre fica um resto de gasolina, chacoalhe a peça em cima da bandeja até sair toda a gasolina.

8 - Com o carburador na bancada, solte os parafusos da cuba. Como as fabricas adoram usar parafuso philips e com um torque monstruoso, use uma chave de impacto ou corre o risco de espanar tudo.

soltacuba.jpg

 Use chave de impacto para soltar a cuba.

 9 - Retire a cuba e não se assuste com a meleca que vai ver! 

sujeira_cuba.jpg

Ecah, que nojo! 

10 - Para retirar a bóia cada marca tem um sistema. Na Yamaha é com um parafuso (maldito philips) e na Honda é apenas um pino que precisa ser removido com ajuda de uma punção, que nada mais é do que um prego sem cabeça. Ao retirar o eixo que prende a bóia, a agulha irá pular que nem uma perereca! CUIDADO, olhe bem como ela é fixada à bóia porque cada marca usa um sistema diferente e a recolocação pode exigir paciência de um chinês presidiário. retiraboia.jpg

11 - Retire os giclês de alta e de baixa, com cuidado para não pularem e desaparecerem naqueles buracos negros de toda garagem. Na Yamaha o giclê de alta é dividido em duas peças.

retiragicleur.jpg

12 - A esta altura já viu que está tudo sujo. Com ajuda de produtos específicos em spray, lambuze tudo com e deixe uns 15 minutos para descolar a meleca. Enquanto espera, limpe os giclês com ajuda de uma agulha, spray e se tiver, ar comprimido. Uma dica: não assopre porque vai engolir gasolina! 

limpaspray.jpg

13 - Pegue um cotonete e limpe a sede da agulha da bóia. Melhor mesmo é polir com cera mesmo, tipo limpa-prata. Quanto mais espelhada essa sede, melhor! 

usacotonete.jpg

 14 - Use outro cotonete para limpar todos os buraquinhos que achar no carburador: as sedes dos giclês, o tubo de entrada da gasolina etc. No caso da Honda tem ainda o parafuso do ar, esse você não mexe, mas se mexer, antes precisa contar quantas voltas está a regulagem original. Deve estar entre 2 e duas e meia. Se não sabe fazer isso não mexa e pronto!

15 - Deixe o carburador lá todo aberto e vá ver o tanque de gasolina. Para drenar toda a gasolina só tem um jeito: retirando a torneira! Ela é fixada por dois parafusos philips (droga!) e o torque é maior ainda. Sim, vai precisar a chave de impacto. 

retiratorneira3.jpg

16 - Depois de retirar a torneira verifique as condições da peneira. Se estiver rachada ou furada, terá de trocar a peça toda porque não tem reparo. Mas relaxa porque é barato! Coloque o tanque em cima de um balde até sair toda a gasolina. Pode sair alguma sujeira, que é bom sinal! (Obs. Aproveite para testar se a torneira está vedando quando fechada. Se continuar pingando gasolina depois de fechada é sinal que as borrachas de vedação estão trincadas ou "mastigadas". Essa sim são fáceis de trocar, mas exige paciência e cuidado porque lá dentro tem uma mola que precisa ser recolocada!) 

torneirazuada.jpg

17 - Cubra o buraco da torneira de gasolina com uma fita e coloque um pouco de querosene no tanque. Não use thinner porque pode atacar a pintura e o verniz. Com a tampa de gasolina fechada chacoalhe o tanque que nem uma coqueteleira. Retire a fita e drene o querosene até ter certeza que saiu tudo. Não drene pela tampa porque retém muito líquido. O melhor lugar é pelo buraco da torneira de gasolina.

vedatanque.jpg

 Silver tape de oncinha não é pra qualquer um... 

18 - Recolha o querosene em um balde e filtre para repetir a operação. Para filtrar é muito fácil. Pegue uma garrafa pet de 1,5 ou 2,0 litros, corte no meio e terá um funil. Retire o anel de lacre da tampa, coloque um pedaço de pano tipo Perfex e prenda com o lacre. Pronto! Filtre o querosene para repetir a lavagem interna do tanque. Use como recipiente galões de 5 ou 10 litros.

 

fazfiltro.jpg

 19 - Recoloque a torneira de combustível. Coloque o tanque de gasolina de volta na moto, lembrando de colocar todos os coxins de borracha que reduzem a vibração. Nas motos com indicador de nível de gasolina é preciso lembrar de conectar os fios da bóia antes de colocar o tanque na moto.

 20 - De volta ao carburador. Reveja atentamente se ficou algum vestígio de sujeira e limpe até tirar tudo. Depois coloque primeiro a bóia com a agulha. Cuidado porque a agulha é muito sensível e a haste pode entortar com facilidade. Depois coloque os giclês e veja se a junta da cuba precisa ser trocada, em caso afirmativo use um pouco de cola de junta para fixar a nova. 

boiaeagulha.jpg

Nem pense em perder a agulha da bóia! 

21 – Com a cuba de volta reaperte os parafusos, sempre com cuidado com os parafusos de cabeça philips.

22 – Na hora de colocar o carburador, encaixe primeiro no coletor de admissão, que é mais duro e depois o coletor do filtro de ar. Fixe todas as mangueiras e abra a torneira de gasolina para conferir se a bóia está retendo a gasolina. Se sair gasolina pelo respiro da cuba é sinal que a bóia ficou travada. Tente uma batida de leve com o cabo da chave de fenda na cuba. Se não parar de sair gasolina será preciso retirar e verificar se a agulha da bóia não ficou presa. Reze muito pra não ter de fazer isso tudo de novo...

23 - Instale o cabo de acelerador e lembre de regular a folga. Só depois reaperte os parafusos das abraçadeiras dos coletores.

 24 – Monte de volta o banco, laterais e observe a sequência para não esquecer nenhum detalhe.

 25 – Finalmente o grande teste: ligue a moto e observe se a aceleração é constante e não falha. Confira se a marcha lenta está dentro do padrão recomendado pelo fabricante.

 Algumas dicas valiosas:

  1. Fotografe a sequência durante a desmontagem para lembrar a ordem da montagem.
  2. Aproveite sempre para observar os itens próximos, como coletores, filtros etc.
  3. E já que a sujeira já te deu trabalho uma vez, aproveite que está tudo ali na mão para instalar um filtro de gasolina. Mas verifique a ordem do fluxo de gasolina, tem uma seta indicando. Será preciso cortar um pedaço da mangueira.
  4. E se você tentou fazer isso em casa e não deu certo nem pense em me processar, porque eu avisei lá em cima que isso não é para iniciantes!
  5. Última dica: Compre moto com injeção eletrônica.
publicado por motite às 22:22
link | favorito
Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 14 seguidores

.Procura aqui

.Setembro 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
22
23
25
26
27
29
30

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Não Vale! Como foi o GP d...

. VerXátil: como é a Honda ...

. Mundial de Motovelocidade...

. Grande Prêmio de San Mari...

. Primeiro, primeiro e prim...

. Sustos e emoção no GP da ...

. Primeirão

. Fraternidade esportiva: a...

. Maratona Titânica: os bas...

. Os bastidores da segunda ...

.arquivos

. Setembro 2020

. Agosto 2020

. Julho 2020

. Junho 2020

. Maio 2020

. Abril 2020

. Março 2020

. Fevereiro 2020

. Julho 2019

. Junho 2019

. Março 2019

. Junho 2018

. Abril 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds