Quarta-feira, 17 de Novembro de 2010

A papa Ninja

Tudo de bão: pequena, leve e feita para jovens

 

Honda lança no exterior uma 250 esportiva para enlouquecer os jovens

 

Pelos dados mais recentes de vendas, as duas esportivas de 250cc do mercado, Kasinski Comet e Kawasaki Ninja atingiram juntas cerca de 7.500 unidades vendidas de janeiro a outubro de 2010. Não dá pra chamar de um mercado grande, sobretudo se levar em conta que as duas versões da Honda CB 300 bateram a casa das 22.300 unidades e da Yamaha Fazer chegaram a 29.000. Mas o mercado brasileiro de motos é um dos que mais cresce no mundo. Se deixar a Ásia e Índia de lado, é o mercado com maior potencial de crescimento e todas as fábricas estão virando a artilharia para cá.

 

 

Por isso o lançamento na Europa de uma versão esportiva de 250cc em 2011 pode vir parar em terras brasileiras. A chegada da Kawasaki Ninja 250 já fez derrubar o preço da Kasinski Comet, antes sozinha neste segmento. Na verdade não derrubou, apenas colocou mais perto da realidade. O público já mostrou que existe espaço para uma 250 esportiva para usuários que querem fugir da imagem de motoboys. Mais o dólar perdendo força e os consumidores da Europa e EUA perdendo poder de compra é mais do que natural que muitas novidades antes dedicadas ao hemisfério norte cheguem ao Brasil ainda em 2011.

 

 

A começar por esta Honda CBR 250, carenada, com motor de um cilindro, quatro tempos, arrefecido a líquido, quatro válvulas e injeção eletrônica. Alguém poderia imaginar que não seria páreo para os motores de dois cilindros das concorrentes Ninja e Comet, mas o público mais ligado em competições já percebeu que este motor tem muito potencial. Em 2012 a categoria 125cc do mundial de motovelocidade será substituída pela Moto3, equipadas com motores 250cc quatro tempos e câmbio de seis marchas. E adivinha qual conjunto de motor e câmbio? É este mesmo desta 250 recém-lançada. A potência declarada é até alta para o motor de um cilindro: 27 cv a 8.500 rpm. Qualquer preparador com mínimo de conhecimento pode fazer chegar aos 35 cv com folga. Basta lembrar que motores arrefecidos a líquido têm mais potencial de preparação do que um arrefecido a ar.

 

Outros detalhes que chamam atenção são o painel multifuncional com instrumentos digitais, freios a disco, quadro tubular e cores inspiradas na linha CBR 1000. Além da força da marca Honda estampada nas laterais.

 

E mais...

Outras novidades que podem aterrissar por aqui:

 

Suzuki GSR 750 – Mais uma vez é o alvo é a Kawasaki. O sucesso da Z750, que recebeu freios ABS para 2011, tirou o sono das concorrentes e fez renascer a mítica cilindrada 750. A Suzuki lançou sua naked 750, com motor de quatro cilindros em linha derivado da esportiva GSX-R devidamente “civilizado” para privilegiar as médias rotações. O desenho ficou tão próximo da Kawasaki que é fornecido um cobre banco do garupa para deixá-la monolugar. Seguindo a tendência, os freios têm opção de ABS e o quadro é simples, tubular de aço. O que dá o toque de esportividade é a suspensão dianteira invertida e os enormes freios a disco.

Mais uma na canela da Kawasaki: vai brigar com a Z 750

 

Triumph – Pelada mesmo é a Triumph Speed Triple, considerada a mais pelada da categoria. A receita do motor de três cilindros em linha e quadro tubular assimétrico deu tão certo que as únicas mudanças para 2011 foram nos faróis, que ganharam contornos amendoados e nos freios, com opção de ABS. O motor de 1.050 cc ganhou mais potência, saltando de 128 para 135 cv, o que a coloca mais próxima das 1.000 nakeds atuais.

 

Outro modelo novo da Triumph que pode chegar em nosso mercado é a Tiger. Nascida para ser uma big-trail, aos poucos foi se tornando mais dedicada ao bom e liso asfalto. Agora o motor de três cilindros em linha passou por um processo de downsizing, que reduziu o tamanho passando de 900 para 800, mas ganhou eficiência, com potência de 98 cv. O número 800cc foi proposital para brigar diretamente com as BMW 800. Tanto que a Triumph não só fez o desenho muito parecido com o da marca alemã, como também passou a fornecer duas versões: a básica, com rodas de liga leve e aro dianteiro de 19 polegadas, própria pra asfalto e outra chamada da XC, com rodas raiadas e aro dianteiro de 21 polegadas para rodar na terra.


 

Ducati – O nome Diavel significa diabo no dialeto bolonhês. No Brasil isso já causou confusão com a Pirelli por causa do nome “City Demon”, principalmente com o público evangélico. Na católica Itália “diabo” está mais voltado a algo divertido. Ao olhar para esta Ducati Diavel, criada para brigar na categoria street fighter (guerreira de rua), nota-se alguma semelhança com a Harley-Davidson 1200 Sport, especialmente pelos escapamentos. O motor escolhido para esta diabólica é o esportivo 1.198cc, de dois cilindros em L, que chega a 162 cv. Sem proteção aerodinâmica vai ser duro segurar o guidão desta italiana, porque deve passar fácil de 250 km/h. O painel é bem futurista, com todas as informações em displays de cristal líquido e o piloto poderá escolher o módulo de injeção que preferir: sport, touring e urban. O estilo é bem diferente, com banco tipo monolugar, balança traseira bem longa e quase ausência de pára-lama traseiro. É melhor não usá-la na chuva!


 

 

publicado por motite às 19:40
link do post | favorito
De Tiago a 18 de Novembro de 2010 às 10:41
Show de bola a CBR, acho que vai vender mais que água! O problema é o valor que ela vai chegar aqui. Mas o maior problema ainda é o perigo de roubo, certeza que vai ser muito visada pelos bandidos, ainda mais em cidades grandes como SP ou nas fronteiras como Foz (meu caso). Mas ainda assim, será muito bem vinda (se vier)!
Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 14 seguidores

.Procura aqui

.Junho 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Os Dias Eram Assados - o ...

. Os dias eram assados. Com...

. Scooter mania nacional

. Ainda melhor!!!

. Motociclista, esse esquec...

. Salão no Rio em nova data

. Tudo que você queria sabe...

. Quem experimenta pede Biz

. Salão da recuperação

. Viajar de moto é tudo de ...

.arquivos

. Junho 2019

. Março 2019

. Junho 2018

. Abril 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds