Quarta-feira, 11 de Agosto de 2010

SpeedMaster Corporativa

Professor Tite (Foto: Claudinei Cordiolli)

 

 

SpeedMaster Corporativa passa a atender também motoristas

 

Você sabe o que é ISO 18001? Trata-se de um sistema de gestão voltado para a saúde e segurança no de trabalho. Entre os acidentes de trabalho que preocupam os profissionais de segurança um deles não acontece dentro das empresas, mas nas ruas: são os acidentes de trânsito.

 

Pela nossa legislação trabalhista, o empregado que se acidentar no percurso casa-trabalho ou trabalho-casa, pode entrar no programa de assistência como se fosse um acidente de trabalho. Além do choque psicológico que atinge os colegas por tabela, esses afastamentos geram custo e comprometem a busca pela certificação ISO 18001. Nas grandes fábricas e metalúrgicas, a probabilidade de um acidente de trabalho é maior do que em um escritório de prestação de serviço, por exemplo. Mas se os prestadores de serviço ficam longe de enormes prensas hidráulicas, fornos e empilhadeiras, podem se acidentar no trânsito, seja a pé, de carro, transporte coletivo ou... de moto!

 

Com esta preocupação – e em busca da homologação ISO 18001 – as empresas já investem na prevenção de acidente de trânsito por meio de palestras e cursos de aperfeiçoamento. Segundo o jornalista Geraldo Tite Simões, especialista em segurança veicular há mais de 30 anos, “é curioso notar que profissionais de vários setores fazem cursos de aperfeiçoamento em suas áreas, mas nunca mais voltam a estudar direção. Tudo que sabem foi aprendido nas auto e moto-escolas”.

 

Graças à experiência, sobretudo com pilotagem de moto, Geraldo Simões, criador do curso SpeedMaster de Pilotagem, acaba de ministrar um ciclo de palestras na Belgo Bekaert, multinacional do setor metalúrgico, fabricante de arames e cabos de aço. Foram quatro palestras voltadas para os motociclistas. Além de dicas de pilotagem preventiva, Tite Simões enfatizou a importância dos equipamentos de segurança e manutenção da moto: “o ideal seria a empresa investir na segurança individual e subsidiar a aquisição de novos e bons equipamentos como capacete, casaco, luvas e botas”, explica Tite.

 

Ainda segundo o jornalista, “muitos motociclistas economizam na compra do equipamento porque não sabem da importância que eles representam, cabe à empresa, por meio dos agentes de segurança, ajudar na aquisição e cobrar o uso correto”.


Uma das recentes turmas da Belgo Bekaert

 

Desde que passou a atender também o mercado corporativo, a SpeedMaster já apresentou palestras em empresas como AmBev, Femsa, NSK Rolamentos e Belgo Bekaert, passando de 1.000 motociclistas atendidos. A partir da experiência com motociclistas, Geraldo Simões decidiu ampliar a área de atuação e passa a oferecer o curso de pilotagem preventiva também para motoristas. “Atualmente aumentou muito a demanda por cursos voltados aos motoristas, justamente pela baixa qualidade dos cursos de formação convencionais”, explica.

 

Agora a SpeedMaster Corporativa passa a atender as necessidades das empresas em todas as áreas da segurança veicular.

 

A SpeedMaster tem apoio de Honda, Pirelli e SBK Sports. Para mais informações: info@speedmaster.com.br



publicado por motite às 20:56
link do post | comentar | favorito
12 comentários:
De Fernando Savian a 11 de Agosto de 2010 às 23:24
Ae guri! Desejo todo o sucesso do mundo.
De douglas a 11 de Agosto de 2010 às 23:40
Desculpas se não tem nada a ver,
mas como conciliar o uso de equipamentos e um calor de mais de trinta graus?.
Eu sou teimoso e uso bota,luva,casaco e chego encharcado de suor(melhor chegar assim do que não chegar)
É assim mesmo a vida de motociclista?
De motite a 12 de Agosto de 2010 às 03:06
Já pensou então correr numa competição de velocidade, sob um calor de 40 graus e todo equipado? Olha existem equipamentos específicos para locais e clima quentes. Casacos ventilados, luvas com entrada de ar, botas ventiladas, etc

Nenhum lugar (habitável) do mundo faz só calor ou só frio, por isso é indicado ter mais de uma opção de equipamento. Já escrevi sobre segurança no verão, precisa pesquisar no Google
De André Coelho a 12 de Agosto de 2010 às 14:10
Para o amigo acima

http://motite.blogs.sapo.pt/22144.html

Também sofro no verão, mas devagarinho estou completando meu kit de sobrevivência a ele (o verão).

Tite, sucesso!
De Angelo a 12 de Agosto de 2010 às 15:07
bom dia a todos! não sei se o local para o que irei comentar está no tópico correto, mas vamos lá. Para um motociclista iniciante neste País, que tem uma carga de impostos alta, ou um salário baixo, investir em equipamentos de segurança e curso de pilotagem é bem dificil. Se partirmos do pressuposto que para comprar um capacete mediano tem-se que desembolsar R$ 350, uma jaqueta mais ou menos o mesmo valor, uma bota mais uns R$ 200, calça, outros R$ 250, um par de luva, mais uns R$ 150, ou seja, além de acabar de adquirir a moto, que na sua grande maioria a prestações, tem-se que gastar aproximadamente R$ 1.300,00 para se equipar. Daí, pagar mais uns R$ 800 por um curso de pilotagem honesto, para apredermos o que não se ensina no moto escola, muito menos pelas montadoras que vendem seus produtos, são R$ 2.100,00. Daí, um assalariado que precisa da moto para ir ao trabalho ou para tirar seu sustento, deixa de se equipar e não faz curso, indo aprender as manhas, e não técnicas, no dia a dia do transito nas ruas e estradas brasileiras. Ai, ele o que faz ao sair? reza para além de não se acidentar, não roubarem a sua moto já que a policia não prende bandido se não for em flagrante, só multa. Deste modo, iniciar no motociclismo nesse País, principalmente em SP, tem que ter é coragem. Assim, infelizmente a população que não anda de moto acha que motociclista só serve pra fazer bagunça na rua e causar acidentes ou acha que é bandido, e quando te vê em cima da moto, fecha o vidro na tua cara achando que é um assalto. Esse é o Brasil da atualidade e futuro se não mudarmos a nossa cultura de respeito e honestidade.
Tite, to esperando aquele curso under 250 e mais acessível pra fazer, claro.
Abraços a todos!!!
De motite a 12 de Agosto de 2010 às 15:27
Angelo
Vc está QUASE certo, porque o mínimo aceitável pelos especialistas em trânsito é investir cerca de 10% do valor da moto em equipamento de segurança. Se a moto custou R$ 6.000 espera-se que o usuário invista pelo menos R$ 600,00 em equipamento.

Quando eu dava aula de português gratuitamente para alfabetização de adultos, alguns dos meus alunos argumentavam que estudar custava muito caro. E eu respondia: "E vc não sabe o quanto custa caro NÃO estudar!".

Sei que estes R$ 2.100 parecem muito, mas vc não tem idéia de quanto custa caro UM dia de UTI no hospital mais fajuto. Sem falar nos dias parados.

Por isso meu papel é incentivar as empresas a investirem nesta segurança. Por exemplo, a empresa compra 100 conjuntos de capacete, casaco, luvas e botas a preço de custo e depois repassa aos empregados por meio de crédito consignado. Claro que tem de investigar o uso, senão muito FDP vira a esquina e vende tudo.

Além disso, a empresa precisa promover ações de prevenção de acidente, chamando profissionais como eu que fazem o trabalho de PHD de auto e moto-escola.

Acredito em mais: o Estado deveria abrir mão de algumnas taxas para reduzir custo de material de segurança a motociclistas profissionais, como fazem com taxistas. Mas o Estado só sabe fazer UMA coisa: contabilizar os acidentes!
De Luiz XRE300 a 12 de Agosto de 2010 às 19:12
Parabéns Tite, precisamos de pessoas como vc para um transito melhor. Vc já pensou em entrar na política? Com certeza vc brigaria para nos ajudar ao máximo, como um DPVAT justo e redução de impostos sobre EPI para motociclistas, nem que fossem só para os profissionais.
De Diomar Rockenbach a 13 de Agosto de 2010 às 13:57
Eu ia perguntar a mesma coisa. ahdushdusad .

Podia se candidatar a presidente, já que estamos com opções simplesmente limitadas.

abraços.
De motite a 13 de Agosto de 2010 às 20:54
Opa! Tite para presidente já!

Até criei meu slogan:

Fora Alckimin, fora ladrões
Geraldo bom só o Simões
De Daniel a 12 de Agosto de 2010 às 23:35
belo trabalho Tite, parabens!!
De Lauri Nei Assumpção a 22 de Agosto de 2010 às 18:58
Tite, a respeito do Speed Master corporativo, já pensou em contactar o pessoal dos Correios? Presto serviço de odontologia aqui em Campo Grande MS para a ECT e já tive longas conversas com o Engenheiro de Segurança no Trabalho a respeito de como melhorar o nível de pilotagem dos carteiros "motorizados" e diminuir o número de acidentes e absenteísmo. Indiquei o seu curso. A ECT é muito aberta a negociações e novas idéias qaue venham a diminuir custos e melhorar o rendimento dos funcionários. Fica aí a dica.
Lauri - Campo Grande - MS
De motite a 23 de Agosto de 2010 às 18:53
Oi Lauri
Obrigado pela indicação. Normalmente estas grandes empresas contratam a Honda que ministra estes cursos gratuitamente. E vendem as motos, claro!

Obrigado mais uma vez!

Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 14 seguidores

.Procura aqui

.Julho 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Os dias eram assados: o p...

. Os Dias Eram Assados - o ...

. Os dias eram assados. Com...

. Scooter mania nacional

. Ainda melhor!!!

. Motociclista, esse esquec...

. Salão no Rio em nova data

. Tudo que você queria sabe...

. Quem experimenta pede Biz

. Salão da recuperação

.arquivos

. Julho 2019

. Junho 2019

. Março 2019

. Junho 2018

. Abril 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds