Segunda-feira, 26 de Abril de 2010

Tô na mídia, tô na mííííiídiaaaa

(Coisinha fofa da mamãe...)

 

Caros Motíticos que acompanham este blog desde a sua inauguração lá nos idos de 2009. Lembram quando escrevi uma vez que não entendia a resistência das empresas em patrocinarem o curso SpeedMaster de Pilotagem? Pois meu inconformismo não é motivado pela vontade de meter a mão numa grana preta e passar o resto da vida só escalando pelo mundo (o que não é de toda uma má idéia), mas pelo fato de eu conhecer profundamente o meio jornalístico. Sou jornalista desde que nasci, trabalhei com assessor de imprensa e sei como funciona essa coisa de "oferecer uma pauta". Tanto é verdade que está aí mais uma grande matéria publicada no Jornal AutoShow, do mesmo grupo que faz o programa AutoShow. Foi uma página inteira de entrevista (transcrita abaixo), além de chamada na capa. Espertas são a Honda e a SBK que perceberam essa oportunidade e estão aí colhendo o retorno de um investimento bem modesto. Leiam a íntegra da matéria.

 

Entrevista com Geraldo Tite Simões

Jornalista que sabe tudo e mais um pouco de motociclismo


Você escreveu certa vez que as exigências para tirar habilitação no Brasil são inócuas. Entregar carteiras pelas mas surtiria o mesmo efeito...

 

Tirar habilitação de moto no Brasil e ridículo. Os·instrutores são mal instruídos. Por exemplo: é muito comum eles orientarem os alunos durante as aulas para não utilizarem o freio dianteiro, só o traseiro. Até porque, durante o exame, se o aluno usar o freio dianteiro, será reprovado. Oras, acontece que o freio traseiro não corresponde a nem 20% da frenagem. O freio da frente e o principal. Então o aluno receberá carta, vai para a rua e, por seguir os·conselhos equivocados dos instrutores bate na traseira de um carro. Como pode? É um absurdo.

 

Adotar o exemplo do Japão, onde o aluno realiza provas específicas para cada tipo de moto é o ideal?

O Japão e o melhor exemplo mundial neste aspecto. Lá pelos anos 60, o índice de acidentes no país era muito alto, pois tinham muitas motos em circulação que, além de deixarem a desejar na tecnologia de freios e suspensão, ainda eram pilotadas por pessoas pouco instruídas. O que eles fizeram? Criaram treinamentos específicos para cada categoria de moto. Se a pessoa utiliza scooter para deslocamentos urbanos só recebe treinamento para este tipo de veículo. Afinal, pra que aprender uma coisa que não usará? E o nível de exigências para tirar carta é alto. O candidato precisa demonstrar até mesmo que tem força para levantar sua moto do chão, em caso de queda.

 

Já na Europa, o mais comum é a habilitação por faixa etária e por cilindrada. Um jovem de 14 a 16 anos, por exemplo, só pode dirigir um ciclomotor. Dos 16 aos 18, uma soooter ou até uma 125 cc e, depois dos 18, se passar por um exame bastante difícil, pode dirigir qualquer moto.

 

É importante que a pessoa escolha sua moto de acordo com o seu tamanho?

Sim. Um sujeito grande· em cima de uma moto pequena pode ate danificá-la porque não é feita para suportar tanto peso.

 

O contrário também. Um sujeito pequeno em uma moto grande dificulta al­gumas manobras em baixa velocidade. Além disso, numa queda com a mota parada, as vezes nem é possível levantá-la. Falta força. O ideal e comprar uma moto que case bem com o seu biótipo.

 

Em matéria de segurança, colete airbag é uma realidade?

Eu testei e achei muito pesado, desconfortável para um país quente como o nosso. Mas é o caminho para o futuro. Só precisa aprimorar. Aliás, a aplicação de airbag em motos será cada vez mais comum.

 

Tira uma curiosidade. O preço do capacete influencia na sua eficiência? Ou qualquer capacete certificado pelo Inmetro é igual?

De jeito nenhum. Em uma queda, estes. capacetes vendidos a R$50 oferecem a mesma proteção de um boné (risos). Isto porque a avaliação do Inmetro é equivocada. Eles jogam um peso em cima da peça para determinar a resistência do produto. Mas isto só comprova que protege o indivíduo de objetos que se projetem contra ele. O problema é que num acidente de moto, o capacete é que vai contra o solo, não o contrário. Este capacete que temos aqui, provavelmente, não seria aprovado internacionalmente.

 

E se eu comprar um capacete importado, da melhor qualidade, mas sem o selo do Inmetro, não posso utiIizá-Io aqui.

Isso (risos).

 

Qual a participação dos carros nos acidentes?

Por incrível que pareça, hoje a relação entre motorista e moto é muito melhor do que era nos anos 70, porque tem tanta moto, que os motoristas se acostumaram a presença delas. Agora, é fato que São Paulo não é uma cidade para motociclista novato. É muito perigosa. Uma coisa que ainda não aconteceu por aqui é os motociclistas entenderem qual o espaço deles nas vias. Andar no corredor, entre os carros, nem é o maior problema. O que precisam e aprender a se manter no campo de visão dos carros. Por exemplo,andar numa velocidade baixa na pista da esquerda é um perigo, e muita gente faz. Ali, a chance de levar uma batida por trás é grande, pois a moto é estreita, e fica despercebida pelo resto dos condutores.

 

Box- Geraldo Tite Simões iniciou sua carreira de repórter a convite de Reginaldo Leme, o principal comentarista de automobilismo da Rede Globo atualmente e que na época possuía um jornal impresso especializado no assunto. Com tempo e experiência de quem pilota moto desde os 12 anos, Tite se transformou num dos mais respeitados jornalistas do setor. Escreveu sobre motociclismo para sites, revistas e jornais, meio onde, aliás, mantém uma coluna semanal até hoje no Diário de São Paulo.

publicado por motite às 20:50
link do post | comentar | favorito
13 comentários:
De Mauricio a 26 de Abril de 2010 às 21:28
Aê Tite parabéns!!!
Que o espaço na mídia se abra cada vez mais para você.

PS: Você já uma data definida pro próximo curso Speedmaster? Acabei de comprar uma Comet GT e tenho grande interesse em aprender de verdade.
De motite a 26 de Abril de 2010 às 21:51
Mauricio
Tem um curso dia 8/5 mas tá lotado. O próximo é dia 6/6 (domingo) vc tem de ficar de olho no www.speedmaster.com.br
De Ozzy Renato a 26 de Abril de 2010 às 21:45
Boa a entrevista. Minha esposa teima em pilotar a Shadow. Na semana passada ela saiu com a moto, em baixa velocidade........Depois precisou de ajuda pra levantar a moto, pq não aguenta com o peso. O problema dela é o tamanho........... - da teimosia!
De Fernandobrasuca a 26 de Abril de 2010 às 22:12
Show de reportagem Tite, sem tons comerciais e recheada de comentários experientes!

Aproveito para expressar aqui uma indignação a respeito de uma das perguntas feitas ("E se eu comprar um capacete importado, da melhor qualidade, mas sem o selo do Inmetro, não posso utiIizá-Io aqui?")

Como o INMETRO permite que os motociclistas utilizem "os bonés de R$50,00" e não permite que compremos capacetes no exterior (por menos da metade do preço do que o praticado aqui no Lisarb) porque não tem o "selo".? REVOLTANTE!

Tite, parabéns por mais essa entrevista!
De Nishimura (do Japão) a 26 de Abril de 2010 às 22:28
Bom dia Doc! Realmente habilitação aqui no Japão é por categoria, além disso a habilitação de carro dá direito a pilotar uma 50cc. Mas noto que somente motociclistas de esportivas e estradeiras é que se preocupam com sua própria segurança e equipamento, apesar deste ser acessível a todos! A maioria de usuários de motos urbanas só usam capacete pela obrigatoriedade e mesmo assim, aqueles bem baratinhos e abertos! Porém os limites são respeitados e praticamente não há acidentes de motos! O trânsito aqui é educado!
Sobre a falta de páginas na revista que comentei (no post anterior), é a revista DR e não a QR! Acho que o pessoal que está lá ainda são seus conhecidos, pois são do tempo que vc ainda testava as motocas pra eles! Na verdade, está faltando, além das páginas citadas, o seu bom-humor nas reportagens! Não ter sua "assinatura" lá é quase a mesma coisa que faltar páginas! Vc é único! Abraço nipônico!
De Nishimura (do Japão) a 26 de Abril de 2010 às 22:33
Complementando a informação de ter que ter força pra levantar a moto em caso de queda ao tirar a habilitação no Japão, precisa também manter uma postura correta do corpo pra isso! Não basta ser forte, precisa demonstrar habilidade para essa e outras manobras exigidas!
De Alexandre Penna a 27 de Abril de 2010 às 01:17
Parabéns Tite! Espero que a mídia abra o olho ceda cada vez mais espaço para você!
Olha que interessante coincidência: A Motorcycle Consumer News de maio escreveu um artigo enorme sobre como o Japão tem ano a ano reduzido consistentemente o numero de acidentes gerais (motos e carros) e sobre o sistema de habilitação Japonês, insinuando que com certeza ele é melhor que o americano (e este existe ???, acho que foram muito politicamente corretos ao falar isso...)
Pena que aqui no Lisarb é mais fácil proibir de trafegar na Marginal...
De André Coelho a 27 de Abril de 2010 às 14:44
Muito boa a entrevista, parabéns
De Wesley a 27 de Abril de 2010 às 16:07
Chiqui no urtimo! Parabéns Tite. É daí pra melhor.
De Edenilson a 27 de Abril de 2010 às 18:00
Quando tem parceria a coisa funciona melhor pra todos.
Como diz minha mãe:
Uma mão lava a outra e as duas a cara.

Falô
De Daniel a 28 de Abril de 2010 às 00:56
esse negócio de ser reprovado no teste prático se usar o freio dianteiro parece piada de português... se é assim, o detran não deveria criar tanto caso na hora de licenciar uma moto "chopper" com freio apenas na traseira...
De James C. Rock a 28 de Abril de 2010 às 13:22
O governo só faz o que é mais fácil pra eles e nao se atentam ao foco do problema.

Veja na rua: A maioria dos motociclistas nao se posiciona corretamente na moto. Quanto moto voce vê por aí com a luz de freio o tempo todo acesa? Gente andando feito maniaco, mas com o pé no freio, porque ninguem ensinou a ele como usa as pedaleiras da moto. Quanta gente por aí vem na ultima marcha, o semáforo fecha, e o indivíduo simplesmente puxa a embreagem e freia - com o motor livre! - até a moto parar? Minha esposa, motociclista a mais de 10 anos quando a conheci era assim... Um dia estava esperando um amigo terminar de se arrumar para irmos para uma trilha; em frente ao prédio onde ele mora, diversas auto e moto escolas aproveitam a rua calma para ministrar aulas. Bem, ao pobre individuo numa judiadíssima Dafra Speed sem nenhum pisca (todos quebrados) foi dito: "aqui é freio, ali é a embreagem, é igual carro, acelera devagar e solta a embreagem devagar, vai até o fim da rua e volta, fica treinando isso até fazer a curva sem por o pé no chão", oras, esse individuo nunca irá ser um motociclista seguro... Por isso a importancia destes cursos de pilotagem, se o governo - e as seguradoras - se atentassem ao fato, teriamos outra realidade no transito. Sempre achei a iniciativa da Motorcycle Safety Foundation dos Estados Unidos um exemplo que deveria ser seguido aqui.
http://www.msf-usa.org/

Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 14 seguidores

.Procura aqui

.Julho 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Os dias eram assados: o p...

. Os Dias Eram Assados - o ...

. Os dias eram assados. Com...

. Scooter mania nacional

. Ainda melhor!!!

. Motociclista, esse esquec...

. Salão no Rio em nova data

. Tudo que você queria sabe...

. Quem experimenta pede Biz

. Salão da recuperação

.arquivos

. Julho 2019

. Junho 2019

. Março 2019

. Junho 2018

. Abril 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds