Terça-feira, 18 de Agosto de 2009

Os sete pecados capitais

(Ooooooooo pecado...)

 

A Ira – Décadas de abandono transformaram os motociclistas profissionais (ou moto-boys) em uma espécie de “categoria especial” de condutor. Eles exigem caminho livre, desrespeitam qualquer convenção de trânsito e reagem com violência quem atrapalha seu caminho. Essa intolerância gerou a natural resposta dos motoristas e instalou-se a guerra no trânsito. A raiva e intolerância são recíprocas em qualquer cidade que tenha congestionamento. Se dependesse dos motoboys nenhum motorista mudaria de faixa e seria obrigado a se manter na mesma faixa por toda a via. Não sei quem deu aos motoboys o status de donos das ruas, mas são assim que agem. Dessa atitude é fácil ver cenas de agressão de ambos os lados, a ponto de eu ter presenciado uma cena assustadora. Um motorista quis mudar de faixa e dois rapazes em uma moto 250 praticamente arrancaram o espelho retrovisor e ainda chutaram a porta do carro. Só que o motorista saiu do carro empunhando uma arma e correu atrás dos dois que, encurralados, abandonaram a moto e fugiram a pé! Aí foi a vez de o motorista derrubar a moto com um chute! É a ira à flor da pele!

 

E antes que alguém perca tempo escrevendo que isso é uma “generalização”, aqui vai o aviso: generalização é o que faz a rádio CBN e autoridades públicas, que tratam todos os motociclistas como se fossem motoboys. Eu não generalizo, eu observo, estudo, analiso e interpreto segurança de trânsito há 20 anos e por isso posso declarar sem qualquer medo de exagero que a MAIORIA ABSOLUTA dos motoboys que circula em SP beira a criminalidade. E olha que o comportamento sociopata deles contamina os outros motociclistas que usam motos utilitárias para transporte pessoal. Tanto faz se o motociclista usa um casaco da SPS Logística ou apenas um casaco da CR, eles adquirem o arquétipo do motoboy irado. Neste caso o “irado” não tem duplo sentido: é relativo à raiva mesmo!

 

A gula – Parece piada, mas o que tem de motociclista “fofo” é impressionante. Diferentemente do carro, na moto a massa do condutor influencia diretamente na pilotagem. Quanto mais peso (massa) a moto receber, maiores serão as cargas aplicadas na aceleração, frenagem e deslocamentos. Não quer dizer que moto só é permitida a pessoas com índice de massa corpórea igual ao de um maratonista, mas para alguns tipos de motos, como as esportivas, seria altamente recomendável que o motociclista não fosse obeso. Pelas características de mobilidade das motos, é preciso ter um corpo rápido e elástico. Uma das principais preocupações ao adquirir uma moto é levar em conta o biótipo do futuro motociclista. E ter o bom senso de saber que pessoas grandes e pesadas terão mais facilidade em pilotar motos como big-trail ou custom do que esportivas e nakeds. Como o bom senso é uma qualidade cada vez mais rara hoje em dia, fica o aviso: a gula pode te afastar das motos!

 

A inveja – Desde que o ex-presidente collorido Fernandinho liberou as importações de motos, em 1992, começou um fenômeno curioso, uma espécie de fogueira das vaidades entre os motociclistas, principalmente os que estavam na faixa de 35/40 anos. Nos anos 90 foi uma invasão de Kawasaki Ninja, verdadeira revoada de esportivas na estrada. Aí, quando alguém via o amigo com uma esportiva de 600cc corria na loja e comprava uma 750cc. E o da 600 imediatamente comprava uma 1.000cc e assim, movidos pela inveja e pela cobiça, nasceu uma geração de motociclistas com motos de 150 a 180 cv sem a devida capacidade técnica de pilotagem ou mesmo sem um pingo de equilíbrio emocional para pilotar essas motos. Engraçado é ver motociclistas baixinhos, que mal conseguem equilibrar uma 250cc, pilotando pesadas e altas motos de 1.000 ou 1.200cc só pra mostrar aos amigos o tamanho do seu brinquedo! 

 

A soberba – Esse é o sentimento que move muitos motociclistas. Não basta ser um bom piloto de moto é preciso MOSTRAR isso aos outros. Até aí, nada de errado, se essa necessidade de exibicionismo fosse em um palco adequado, como as competições. Sempre insisti que o ÚNICO lugar no qual você pode provar alguma coisa é na pista de corrida. Mas a falta de coragem, ou de sensatez (sempre ela...) leva centenas de motociclistas semanalmente às estradas exibindo-se como se fossem pilotos de motovelocidade, de cross ou de rally. Para piorar, a popularização das câmaras digitais permitiu registrar o exibicionismo e exibir orgulhosamente no Youtube. É por isso que vemos tantos filmes de acidentes (alguns fatais) rodando na Internet. Tenho certeza que depois ninguém se orgulha de ter induzido um amigo ao um acidente grave.

 

A avareza – Essa pode ser dividida em dois focos. No primeiro caso o pecado não é capital, mas municipal. A sede por arrecadação faz com que as prefeituras instalem mecanismos para aumentar o número de multas. Câmeras de vídeo inteligentes já são capazes de registrar, interpretar e identificar veículos com IPVA atrasado, sem licenciamento, em alta velocidade ou que desprezam sinais de trânsito. Pena que essas mesmas câmeras não sejam capazes de identificar veículos roubados, ou funcionem como inibidores de elevadíssimo número de roubos de motos em cidades como São Paulo e Rio de Janeiro. A avareza municipal só funciona pra cobrar seu dízimo, mas não presta nenhum serviço quando roubam nossos bens!

 

O segundo foco da avareza vem dos motociclistas. A vontade de economizar até o ar do pneu leva muitos motociclistas a procurar peças de reposição nos desmanches clandestinos. Ao recorrer a este “serviço” fomenta o comércio de veículos roubados. Comprar peças de procedência duvidosa, sem nota fiscal é mais do que um pecado, é crime. Se não for pegar cana aqui, vai amargar um purgatório bravo depois!

 

A preguiça – “Amanhã eu faço”. Essa é a frase preferida de quem não faz a manutenção regular da moto. Pior: não é por falta de grana, mas por pura preguiça. Ajustar a corrente de transmissão, por exemplo, requer apenas alguns minutos e deixar para depois pode causar um baita prejuízo. Se a corrente escapar pode provocar um calço no eixo primário, quebrar ou entortar tudo! Pior se ela escapar e travar a roda traseira, que pode causar um acidente.

 

A luxúria – Este é um pecado difícil de escapar. Porque se tem uma coisa que motociclista adora é curtir o luxuriante prazer de rodar pelas estradas em dia de bom tempo, acompanhado de pessoas queridas. Eu mesmo sou um pecador renitente! Pô, também não dá pra ser motociclista e santo!!!

publicado por motite às 19:26
link do post | comentar | favorito
8 comentários:
De Fe Pressinott a 18 de Agosto de 2009 às 20:17
Concordo com tudo!!!
Mas achei curiosa a parte que diz "Engraçado e ver motociclistas baixinhos, que mal conseguem equilibrar uma 250cc, pilotando pesadas e altas motos de 1.000 ou 1.200cc só pra mostrar aos amigos o tamanho do seu brinquedo! "
Vc não pode falar isso, olha seu tamanho, cara pálida!!! hahahah
De motite a 18 de Agosto de 2009 às 21:06
he-he-he, sua sem graça. Pra sua informação eu tenho 1,70m que é o padrão dos nanicos brasileiros!!!

De André Garcia a 21 de Agosto de 2009 às 01:19
Pô TITE se vocÊ tem 1,70m eu tenho um 1,75....rs...rs...rs...rskkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
De Fabio a 18 de Agosto de 2009 às 22:58
Tite, mais um texto muito bom!!

Só arruma a ultima frase, está faltando algo: 'Pô, também não pra ser motociclista e santo!!!' , deve ser, 'Pô, também não dá pra ser motociclista e santo!!!'



Duvida: Tem previsão de quandos erá próxima turma do curso?
De motite a 19 de Agosto de 2009 às 02:28
Fábio
Tá arrumado!

O próximo curso será dia 20 de setembro, domingo.
De Gusta a 19 de Agosto de 2009 às 13:09
Muito legal o texto! Lembro bem da época das importações pois eu era um moleque de 15 anos que comprava todas as revistas de moto e de carro e ficava maravilhado com o festival de cores e tecnologias das esportivas . Gostava de todas, mas com predileção especial pelo must " da época, a famosa ZX-11 preta com faixas azuis que em uma matéria eu contei umas 6 na foto...e seus pilotos, nenhum de macacão, mas de óculos escuros, medalhão cafona no peito e jaquetas coloridas que tornariam um exercício de discrição o famoso macacão omelete do Tite . Fica a sugestão: um post de um teste da Ninja ZX-11 que foi um símbolo daquela era (lembro do teste da 7 para a Autoesporte na época que era uma boa revista)
De Camarão a 19 de Agosto de 2009 às 16:38
SHOW DE BOLA
De Tuco a 26 de Agosto de 2009 às 16:44
Muito legal suas considerações sobre os pecados. Oportuno e cheio de verdades.
ABS
TUCO
www.tuco.cc
www.blog-tuco.blogspot.com

Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 14 seguidores

.Procura aqui

.Julho 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Os dias eram assados: o p...

. Os Dias Eram Assados - o ...

. Os dias eram assados. Com...

. Scooter mania nacional

. Ainda melhor!!!

. Motociclista, esse esquec...

. Salão no Rio em nova data

. Tudo que você queria sabe...

. Quem experimenta pede Biz

. Salão da recuperação

.arquivos

. Julho 2019

. Junho 2019

. Março 2019

. Junho 2018

. Abril 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds