Sábado, 6 de Junho de 2009

XRE tudo novo!

(estilo moderno que lembra as BMW F 800)

 

Nem Tornado, nem Falcon: XRE 300

 
De uma tacada só a Honda tirou dois modelos de produção e introduziu um novo conceito. A palavra da moda é Adventure, “aventura” em inglês (não diga?), que está em qualquer novo produto. Tudo é adventure: de bicicleta a carros urbanos; de escova de dente a cartão de crédito. Parece que o mundo que descobriu o marketing da aventura, embora essas empresas raramente invistam nos eventos relacionados à aventura.
 
O que inicialmente chama a atenção na XRE 300 é o desenho que reflete a tendência de “urban-adventure-almost-off-road-pero-no-mucho”! Etendeu? É mais ou menos como um chuchu: afinal, é legume, verdura ou fruto? Ou as três coisas? Uma moto com aro dianteiro de 21 polegadas é off-road. Mas o pára-lama rente ao pneu é urbana! O guidão largo com cross-bar é off-road, mas o farol fixo no quadro é urbana! Sacou, sacou? O banco é largo como em uma Falcon, mas o curso das suspensões está mais para a Tornado. Em suma, é um produto totalmente novo, que mistura off-road com urbana e o resultado é uma moto pequena, versátil e... deliciosa!
 
Muita gente acha que só porque corri de motovelocidade e ministro cursos de pilotagem on-road sou um fã das motos esportivas. Engano, porque minha praia sempre foi mais o fora-de-estrada. Disputei enduros e ralis por 10 anos e motovelocidade por apenas quatro anos. Daí minha preferência por motos on-off. Mas não é por isso que achei a XRE bem mais interessante do que a CB 300; é porque montado em uma moto de caráter mais off o motor de 291,6 cc me pareceu mais esperto e respondão.
 
Quando meu colega, o jornalista Laner Azevedo, da revista Moto Max, desceu da XRE estava todo sujo de terra, mas com um sorriso de orelha a orelha. Dada as dimensões daquela cabeça, percebe-se que se trata de um sorriso gigantesco! Ele falou “Pô, meu, dá pra encostar as pedaleiras nas curvas!”. Pelo que conheço do Laner sei que isso significa... a moto faz curva pra caramba!
 
Como eu estava limpinho demais – e com preguiça de vestir a parafernália off-road – decidi rodar com a XRE apenas no asfalto. Karaka! O Laner tem razão: a moto é muito mais divertida do que a CB 300! Pra começar, ela tem freio traseiro a disco e abusei do direito de derrapar e fazer as curvas no estilo motard. Delícia pura! O motor ganhou 2,8 cv em relação à Tornado. Como resultado ficou muito esperto em retomada e saída de curva. Para quem torce no nariz diante de um duplo comando de quatro válvulas, pela tradicional falta de resposta em baixa rotação, pode se preparar, porque a injeção eletrônica deu outra pegada ao motor. É só cutucar e ele responde!
 
A posição de pilotagem foi levemente alterada em relação à Tornado. Ficou mais baixa e não existe mais aquela regulagem de altura (que sempre achei uma bobagem), porém o banco mais largo exige manter as pernas mais abertas, o que reflete em dificuldade pros baixinhos. Mas esse papo de moto baixa ou alta é só questão de costume.
 
O painel ficou mais simples e ganhou um conta-giros digital de difícil visualização. Confesso que acho outra bobagem conta-giros neste tipo de moto. Normalmente os usuários querem o tacômetro só pela frescura de falar “ó, minha moto tem conta-giros”, mas a maioria nem sabe pra que serve! Aposto que esses mesmos usuários têm conta-giros nos carros e nunca deram atenção pra eles! E para acabar com mais uma choradeira, daqueles que reclamam da mangueira de freio passando pela frente do painel, agora a mangueira mudou, mas ficou engruvinhada na altura da bengala esquerda. Na minha opinião, ficou pior, porque agora pode enroscar em algum galho no fora-de-estrada de verdade. Como sou um off-roader meio psicótico, não gosto de nada saliente na moto porque já vivi situações desesperadoras de ver um varão de freio ser arrancado por um galho!
 
(painel com conta-giros)
 
Nestas horas, quando vejo uma fábrica se curvar diante das pesquisas de mercado e das clínicas fico preocupado, porque maioria nunca foi sinal de sabedoria. Eu preferia ter a mangueira passando por cima do painel, mas longe de enganchar em qualquer obstáculo! Como de hábito, na “minha” eventual XRE eu começaria rapando fora esse guidão e colocando um sem cross-bar (aquela barra horrorosa que serve pra reforçar o guidão). Pelo menos não tem mais os pesos nas extremidades do guidão.
 
Ótimo o bagageiro, com capacidade para sete quilos!!! É mais do que muita moto maior! Também gostei da capa protetora do escapamento. E gostei muitíssimo mais mesmo do novo farol, com lâmpada de 60/55W. Você não tem idéia do sufoco que passei de Tornado em uma viagem à noite, entre Natal e Maceió. Foi a única vez na minha vida de motociclista que refuguei e pedi carona a um motorista de picape porque não conseguia enxergar nicas de pitibiriba! Pra piorar estava chovendo e a estrada não tinha as faixas demarcatórias. Enfim, amarelei! Agora com esse farol acho que daria pra encarar.
 
O desenho ficou bem atual, bonito e já começaram as piadas: uns chamam de mosquito da dengue, outros comparam com a Suzuki DR 800 (a primeira a usar o duplo pára-lama dianteiro), mas eu achei que ficou mais parecida com as BMW F 650/800. Nada contra, pelo contrário, um projeto que nasceu para substituir dois produtos com seguidores fiéis não poderia ser diferente. 
 
A opção por um estilo mais estradeiro/urbano fez com que a XRE se afastasse da CRF 230 (modelo off-road). Agora quem quiser uma Honda fora de estrada terá de optar pela 230. Só estranhei a opção pelo mesmo pneu da Tornado. Ele é muito eficiente no fora de estrada. Eu acompanhei os pilotos em um rali no Pantanal e fiquei impressionado com o desempenho dos pneus em diferentes situações (areia, terra, lama), mas é excessivamente barulhento no asfalto. Outra alteração na “minha” XRE seria trocar esse pneu por outro de especificação mais on-road.
 
Quando tiver a oportunidade de fazer um teste mais completo eu conto mais! Por ora é só.
 
Ficha técnica, fotos e preço no link: http://www.honda.com.br/web/index.asp?pp=noticias&ps=noticia&ps2=motos&id=1708

 

 

 

tags: ,
publicado por motite às 00:13
link do post | comentar | favorito
28 comentários:
De Maurício Fontes a 6 de Junho de 2009 às 01:39
É o Aedes aegypti da Honda, hehehe. Parece legal a moto!
Agora, esse visual casaria muito bem numa supermoto, isso sim. Cadê, Honda?! Até Sundown já tem pô!
Abraços!
De valdemir a 6 de Junho de 2009 às 01:52
ótimo texto mr. tite, na minha opinião a honda acertou em cheio no lançamento da XRE300, curto demais este tipo de moto trail, fiz uma pesquisa em alguns foruns na internet, o pessoal parece que não gostou muitokkkk mas lembra quando a sahara entrou no lugar da XLX350r foi zuada pra caramba e hoje tem fãs por toda parte do brasil ... então vamos esperar a reação dos lisarbianos.....


já ia esquecendo quando tiver uma palestra gratis kkk de segurança, igual aquela da vic store dá um toque que estamos ai
abraços
De motite a 6 de Junho de 2009 às 03:15
Valdemir, palestra de graça só se for sobre sexo, assim posso unir o útero ao agradável, hehe.
De Rafael Brand a 6 de Junho de 2009 às 04:11
Ótimo texto Tite!
Obrigado por manter o blog atualizado. Seus textos são obrigatórios para quem gosta de moto e tua narrativa é sempre interessante.
Até+!
De Joia a 6 de Junho de 2009 às 05:48
Beleza pura Tite, eu tava esperando você escrever alguma coisa da XRE a tempos! eu sou um daqueles chatos que ficavam azucrinando na época do Motonline perguntando sobre notícias da nova tornado rs.

Espero que a Honda libere uma pra você fazer um teste completão ligeiro, no mínimo aquela esticada bate e volta pra Floripa rs
Abração
De dave a 6 de Junho de 2009 às 07:37
Só sei que com essas marcas novas entrando no mercado vai ter tornado,falcon e twister a preço de banana por ai.
De Glauco Giorgi a 6 de Junho de 2009 às 16:31
Mal posso teclar face à euforia!!!

Tite, você é um cara FODÁSTICO!!! Texto brilhante, high level mega maestria na narrativa, PERFEITO!!!

Óóóóólha que se um dia lhe encontrar na rua, taco um beeeeijooo, pensem o que pensar, quero nem saber!!!

Bons ventos o acompanhem SEMPRE!
De FERNANDO a 6 de Junho de 2009 às 17:49
pica pau é o novo do meu ovo direito rsrs, essa moto ta um muito linda, todas as mulheres que eu pergunto gosta dela acha linda.....
De Célio a 7 de Junho de 2009 às 20:36
Particularmente não sou fã de Honda, geralmente considero "toda unanimidade burra", mas penso que moto flex, CB300, XRE e etc vão manter a marca da Asa em vôo, praticamente, solo por um bom tempo.
Enfim, benvinda concorrência! Só falta mais investimento, ousadia, iniciativa...
De Mauricio a 8 de Junho de 2009 às 01:28
Ae Tite! parabens pelo butt-test! muito bom ler suas opiniões. tbm curto mais as motos off e justamente pra usar na cidade, tava meio receoso com a XRE mas acabei gostando bastante. só uma coisa q não mudei de opinião ainda: os tais 10/15 kilinhos a mais em relação às antigas 250cc. quem sai de uma 125 pra uma 250 tem q lidar com esse peso adicional: de 115kg para uns 130kg. uma moto 300cc com 15 quilos a mais acho q seria difícil de manobrar na garagem de casa pra usar no dia-a-dia, combina mais com uma moto de passeio de final de semana. ou vai ver eu preciso frequentar mais a academia!!! hahaha!!!
De tasmotos a 8 de Junho de 2009 às 05:05
Vi o comentário em alguns fóruns de jovens que acharam horrível " o visual dela. Mas isso é porque nós brasileiros sempre estivemos defasados em tecnologia, design, etc. Mas quem já viu uma KTM ou a BMW, como o Tite , sabe que o visual é bem atual . E como já estamos cansados de observar depois de um certo tempo o pessoal acostuma e até acha lindo...
Abraços,
tasmotos

Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 14 seguidores

.Procura aqui

.Julho 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Os dias eram assados: o p...

. Os Dias Eram Assados - o ...

. Os dias eram assados. Com...

. Scooter mania nacional

. Ainda melhor!!!

. Motociclista, esse esquec...

. Salão no Rio em nova data

. Tudo que você queria sabe...

. Quem experimenta pede Biz

. Salão da recuperação

.arquivos

. Julho 2019

. Junho 2019

. Março 2019

. Junho 2018

. Abril 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds