Segunda-feira, 30 de Março de 2009

Patrocínio... 28 anos depois

(Patrocinador é bom, mas quem tem?)

 

Patrocínio: uma jóia rara

 
Aproxime-se de uma pessoa que não esteja diretamente ligada ao motociclismo e pergunte-lhe o nome de qualquer piloto brasileiro da atualidade. Ela certamente ficará muda, pensando, depois de falar o único nome que sabe: Alexandre Barros!
 
Essa é a verdade: o motociclismo brasileiro não tem mais seus grandes ídolos. Muitos dos campeões nacionais da temporada que passou continuam desconhecidos fo­ra das pistas – mas muita gente ainda se lembra de Adu Celso, Walter Tucano Barchi, Cláudio Girotto, Edmar Ferreira, Denísio Casarini e Jacaré.
 
Os ídolos desapareceram, e com eles sumiram muitos dos grandes patrocinadores, fechando um círculo vicioso terrível: sem ídolos e sem grandes corridas não há divulgação nem interesse do público; sem interesse do público, não há interesse publicitário; sem retorno promocio­nal, não há patrocinadores; sem pa­trocinadores, não há dinheiro para as equipes; sem dinheiro, não há boas corridas nem ídolos.
 
Em minha escola de pilotagem, há 11 anos tenho contato com jo­vens iniciantes. E Quase todos, depois de perguntar sobre como é o Curso, querem saber a mesma coisa: “Assim que eu terminar o curso, co­mo faço para ser contratado como piloto por uma equipe?” É a hora, então, de dar um sorriso amarelo e res­ponder que isso, tão normal em qualquer outra carreira, é apenas um sonho no motociclismo brasileiro.
 
Aqui, o normal, para quem começa, é o ''paitrocínio'' - ou seja, a pa­trocínio vindo dos bolsos de um pai rico, ou de amigos cujo interesse é apenas ajudar. O verdadeiro patrocínio - ou seja, de uma empresa que queira divulgar seu produto através das corridas - é jóia rara, nem sempre acessível.
 
A culpa? Bem, na verdade há vários motivos: provas mal organiza­das, calendários mal formulados, dirigentes relapsos, pouca divulgação, apoio governamental inexistente, pilotos que "queimam" verbas, ausên­cia de provas que reúnam diferentes marcas de motos. E outras.
 
Ao longo dos tempos, o motociclismo brasileiro regrediu. É preciso aproveitar o momento para reconstruir tudo com bases sólidas.
 
Então, teremos de volta as boas corridas, os ídolos e o público. E com eles as empresas que entenderão que investir publicitariamente no motociclismo pode ser um excelente negócio. Será um novo e saudável círculo vicioso: mais dinheiro, melhores corridas, mais divulgação, mais retorno publicitário. Como nos velhos tempos ...
------------------------------------------------------------------------------------
Texto escrito originalmente em março de 1981, pelo jornalista e professor de pilotagem Expedito Marazzi e publicado na revista Quatro Rodas. O texto original tratava de automobilismo, só fiz a adaptação para motociclismo. O incrível é ver que 28 anos depois ele continua tão atual que parece ter sido escrito ontem!

 

publicado por motite às 04:42
link do post | comentar | favorito
7 comentários:
De Paullo Ramos a 31 de Março de 2009 às 02:24
Caramba Tite, achei que realmente vc tinha escrito esse texto "Patrocinio ...28 anos depois" no dia de hoje. Mas acredito que público para assistir provas de motociclismo tem. O que falta mesmo é a TV aberta transmitir as corridas lá de fora, para que aqui dentro a coisa também ande. Eu não entendo nada de publicidade, mas num país que vende tanta motocicleta como o Brasil, bem que as montadoras poderiam criar uma ou duas categorias para revelar novos talento que devem estar por ai.
Se a F1 que é sem graça a TV aberta transmite, porque deixar o GP de motovelocidade de fora?
De Perdido a 31 de Março de 2009 às 17:17
Pois é.. texto muito atual, mas enquanto a mídia enfiar gargata a baixo dos brasileiros que nós somos apaixonados por carros a coisa vai continuar desse jeito...
De Odil a 1 de Abril de 2009 às 13:00
Tite , você tocou na ferida. A organização das provas de motovelocidade nacionais é pífia, amadora e totalmente despreparada.
Para ter uma ideia , na última etapa da Copa Hornet (rs), eu tive a oportunidade de estar nos boxes e presenciei uma garota distribuindo panfletos (!!) no pitlane . Vários papeis ficaram caídos e não tinha sequer uma pessoa para recolher e "tocar" a menina de lá. Me deu uma dor de estômago, pensar em algum piloto entrando pelos boxes e caindo por escorregar. Saí catando tudo, e o que é pior, ficou todo mundo me olhando, como se eu estivesse fazendo algo errado.
Citando Tite , coisas de Lisarb .
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Tite , você tocou na ferida. A organização das provas de motovelocidade nacionais é pífia, amadora e totalmente despreparada. <BR>Para ter uma ideia , na última etapa da Copa Hornet (rs), eu tive a oportunidade de estar nos boxes e presenciei uma garota distribuindo panfletos (!!) no pitlane . Vários papeis ficaram caídos e não tinha sequer uma pessoa para recolher e "tocar" a menina de lá. Me deu uma dor de estômago, pensar em algum piloto entrando pelos boxes e caindo por escorregar. Saí catando tudo, e o que é pior, ficou todo mundo me olhando, como se eu estivesse fazendo algo errado. <BR>Citando Tite , coisas de Lisarb . <BR class=incorrect name="incorrect" <a>Abs</A>
De Odil a 1 de Abril de 2009 às 13:03
Putz, deu pane no comentário acima. Sorry.
De Paulo Ricardoq a 2 de Abril de 2009 às 08:33
"Se a F1 que é sem graça a TV aberta transmite, porque deixar o GP de motovelocidade de fora?"
Repito a pergunta, e sugiro um texto seu sobre o tema... PORQUE não passar a MotoGP que é muito mais interessante?
De Marcus Vinicius a 7 de Abril de 2009 às 20:30
O que vocês acham do superbike ? (www superbike .com.br)
Um campeonato paulista onde motos de rua ganham o "direito" de participar mesmo tendo farol, seta, placa...
Esse tipo de campeonato, que confesso estar tentado a participar, não poderia ser uma grande oportunidade de novos patrocínios, pilotos, novos conceitos de campeonatos e até mesmo a volta de uma paixão que aparentemente só existem em "donos" de motocicletas?
Um envolvimento da "classe" de motociclista, destes pilotos já consagrados, não seria uma grande oportunidade de eventos cheios de familiares, com um publico que cada dia iria gostar mais de moto-velocidade ?
De motite a 9 de Abril de 2009 às 05:14
Essa ideía é bem antiga. A propósito foi o mesmo Marazzi que criou uma categoria chamada Aspirante na qual eu corri.

Eu também fiz essa categoria no mês passado em Interlagos com 20 inscritos durante as 200 Milhas.

Não acredito que sairão pilotos de alto nível dessa categoria, só mesmo em nome da diversão segura. O que forma piloto é uma categoria para JOVENS, crianças entre 14 e 17 anos. Mas infelizmente nenhuma empresa quer patrocinar esta iniciativa!

Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 14 seguidores

.Procura aqui

.Março 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Scooter mania nacional

. Ainda melhor!!!

. Motociclista, esse esquec...

. Salão no Rio em nova data

. Tudo que você queria sabe...

. Quem experimenta pede Biz

. Salão da recuperação

. Viajar de moto é tudo de ...

. Honda Day: as novas CB 65...

. Prazer em encolher: Ducat...

.arquivos

. Março 2019

. Junho 2018

. Abril 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds