Sexta-feira, 6 de Fevereiro de 2009

Paradigmas

Ele é mais evoluído porque sabe usar os pés como mãos...

 

Ainda reciclando velhos (e bons) textos acho que esse foi publicado não lembro onde nem quando... mas é bem atual!

 

Paradigmas
O conceito de paradigma é mais ou menos este: um modelo, um padrão. Normalmente paradigmas são dogmáticos, ou seja, são repetidos, sem muitas contestações. A religião, por exemplo, é fundamentalmente dogmática. Na nossa praia, a segurança de motociclistas, existem alguns conceitos que vêm se perpetuando no tempo, sem muitas contestações, mas que atualmente caíram por terra. Se bem que cair por terra é uma expressão perigosa em se tratando de moto.
 
O uso do freio traseiro é um destes paradigmas que está sendo desmantelado. Você certamente já está saturado de ouvir aquela mesma história sofre frenagem de motos: usar 70% do freio dianteiro e 30% do freio traseiro. Pois esqueçam esta fórmula matemática. Existem situações onde se usa 100% do freio traseiro. Quer ver? Imagine-se numa moto esportiva, com uma bela namorada na garupa, rodando em baixa velocidade no trânsito intenso. Aquele anda-pára infinito que acaba com a paciência de qualquer mortal. A cada vez que usar o freio dianteiro, a transferência de massa para a frente vai fazer a namorada se apoiar no piloto, que por sua vez vai espremer os ovos no tanque. Depois de um tempo, vai virar tudo ovos mexidos. Este omelete pode ser atenuado usando apenas o freio traseiro, que suaviza a transferência de peso e ajuda a manter a namorada no lugar dela.
 
Quer mais um exemplo? Nas pistas, estamos acostumados a ouvir pilotos, sobretudo os mais velhos, dizendo que simplesmente não usam o freio traseiro. Se este paradigma for verdadeiro, como explicar a existência de freio traseiro nas motos de corrida?
 
Dogmas à parte, na verdade o que determina o uso do freio traseiro é a sensibilidade do motociclista. É possível frear usando apenas o freio traseiro, desde que avaliada a situação. O que faz a roda traseira travar numa frenagem forte é a falta de sensibilidade no pé direito. Esta é uma característica nossa, dos humanos.
 
Segundo os evolucionistas, que seguem a doutrina do cientista inglês Charles Darwin, o homem descende do macaco. Para os materialistas isto é balela, porque macaco é macaco e homem e homem. Deixando as discussões antropológicas de lado, uma das características dos primatas são os pés com dedões preênseis, ou seja, com capacidade de prender e controlar objetos. Quem nunca viu, no zoológico, um macaco descascando bananas com os pés, ou de ponta cabeça, preso pelos pés?
 
Nós, humanos, não temos esta capacidade sensível nos pés. Nossos pés são burros, se comparados com os dos macacos. Nossos pés deveriam servir para trabalhos pesados, como transportar nosso corpo, correr, pedalar, fazer força. Não deveria ter propriedades como pontaria. Basta ver o tamanho de um gol do futebol. Os membros que têm a característica sensível são as mãos, por isso a cesta de basquete tem quase a mesma medida de uma bola.
 
Portanto, o que precisa ser desenvolvido é a capacidade de dosar o freio traseiro e não simplesmente ignorá-lo. Quem acompanha o mundial de motovelocidade deve se lembrar que o pentacampeão Michael Doohan passou o freio traseiro para a mão esquerda, depois de perder parte do movimento do pé direito no acidente em 1992. Ele ainda chegou a usar o freio com a mão por muito tempo, até voltar à posição normal e descobriu que era possível até melhorar as frenagens, porque usando o freio com o pé direito, fica impossível frear com a moto inclinada para a direita, porque o pedal encosta no asfalto.
 
Manete extra para acionar o freio traseiro pelo polegar esquerdo. Só um gênio como Doohan foi capaz!
 
Numa época de virada de milênio é normal que certos paradigmas sejam desmantelados. Sempre que alguém me diz que não se deve usar o freio traseiro, eu pergunto: “então por que ele existe?” O ideal seria um sistema combinado, com acionamento dos dois freios, como nos automóveis, na Honda CBR 1100XX e em alguns scooters, mas a motocicleta deve permitir a combinação individual da frenagem, exatamente porque não existem duas situações iguais.
 
Honda CBR 1100XX tem freios simultâneos: cutucou um aciona o outro também!

 

publicado por motite às 15:16
link do post | comentar | favorito
10 comentários:
De Crow a 6 de Fevereiro de 2009 às 22:10
...otimo post, estou de pleno acordo, e ressalto outra situação em que o freio traseiro é essencial:
em motos com o peso muito concentrado na roda traseira, pois dessa forma não corre-se o risco de travar a roda, vide motos de baixa cilindrada, YBR, CG, Kansas. Com garupa então, o freio traseiro consegue estabilizar muito a frenagem.

Acostumei a usar muito o freio traseiro na epoca que era ciclista, pois nas bicicletas o freio traseiro é extremamente exigido.
Trouxe das Bikes tudo que era util as motos, e até hoje não me arrependi (acho que por isso mesmo só ando em motos de peso reduzido, na tentativa de se aproximar das bikes).

Parabens Tite, e espero que esse assunto ainda seja alvo de muitas discussões pois acho que devemos sempre crescer em informação adquirida.
De douglas a 8 de Fevereiro de 2009 às 13:45
Só para registrar, esse texto foi publicado na revista da moto!, n► 72. Isso foi ali pelo fim do ano 2000.

Como sei? Foi uma das primeiras revistas de moto que comprei, e por acaso ela estava rolando pela minha mão...
De Gusta a 9 de Fevereiro de 2009 às 11:18
O bom mesmo é todo o motociclista andar habitualmente na terra para aprender a usar com mais sensibilidade o freio traseiro. Pedras soltas, cascalho fino, curvas de terra sem compensação são ótimas escolas para aprimorar o pé.
De Wilson a 9 de Fevereiro de 2009 às 14:33
Hehehe.......e eu que pensei que o gol no futebol era grande por existir um goleiro pra impedir a bola de passar....huahua...

Muito bom o texto, tite! é bom manter a galera informada! o mau uso do freio pode causar um contato íntimo com o asfalto que eu já experimentei ao passar em uma mancha de óleo!
De motite a 9 de Fevereiro de 2009 às 17:07
KKKK, tem razão, mas olha a quantidade de vezes que a bola passa longe das traves!!! Aliás, acho que acertar a trave deveria valer dois gols!

Ah, no basquete não tem goleiro? (ou cesteiro?)

pãts, acho que vou falar só de golfe!
De William a 9 de Fevereiro de 2009 às 22:45
Esses freios simultaneos são a mesma coisa dos CBS?
De Crow a 10 de Fevereiro de 2009 às 14:01
o que vem a ser freios CBS??? fiquei curioso...
De motite a 10 de Fevereiro de 2009 às 17:04
Cráu, dá uma googlada nos testes da Honda CBR 1100XX que vais achar o que é o freio CBS. Mais ou menos o seguinte: qdo vc aciona só o freio dianteiro ou só o traseiro os dois atuam juntos, como nos carros, mas é mais complexo que isso...
De william a 10 de Fevereiro de 2009 às 17:09
Combined Break System...

Algo assim.
De GP a 10 de Fevereiro de 2009 às 19:54
Depois que aprendi a usar o freio traseiro no Speedmaster nunca mais perdi uma curva... sem brincadeira nenhuma!!

Tava morrendo de medo de falar isso pois qdo a gente fala que nunca aconteceu é na hora que acontece kkkkkkkkk mas é a mais pura verdade...

[ ]'s Tite

Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 14 seguidores

.Procura aqui

.Junho 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Os Dias Eram Assados - o ...

. Os dias eram assados. Com...

. Scooter mania nacional

. Ainda melhor!!!

. Motociclista, esse esquec...

. Salão no Rio em nova data

. Tudo que você queria sabe...

. Quem experimenta pede Biz

. Salão da recuperação

. Viajar de moto é tudo de ...

.arquivos

. Junho 2019

. Março 2019

. Junho 2018

. Abril 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds