Quarta-feira, 14 de Setembro de 2016

Yamaha lança novo scooter 125 com nome Neo

miosouli125-bwc-b.png

 

Trata-se do modelo lançado em 2014 nas Philipinas com o nome Mio Soul

Preço sugerido: R$ 7.999

Estava eu testando um novo carver skate no Ibirapuera quando fui surpreendido pela chegada de vários jornalistas colegas a bordo dos novos scooters Yamaha Neo 125. O lançamento foi na capital, mas com data de embargo para dia 15. Como eu estava curtindo minha aposentadoria, não tenho compromisso nenhum com embargo proposto!

É uma tentativa bastante ousada – e tardia diga-se de passagem – de a Yamaha recuperar terreno no mercado de scooter. Na verdade nem foi tão atrasada assim, porque foi uma das primeiras a apresentar um scooter no mercado brasileiro com a Jog 50, logo depois que a Caloi começou a vender a linha Suzuki Address 50 e 100cc, lá em 1994.

MioSoulpreto.png

Preto brilhante 

Só que o pioneirismo da Yamaha acabou perdido em uma política de marketing questionável que lança e tira de produtos do mercado como eu troco de sapatos. Isso deixa o consumidor reticente na hora de comprar porque não sabe até quando aquele modelo estará em produção.

Agora parece disposta a recuperar o terreno colocando em menos de um ano dois ótimos produtos no mercado. A NMax 160 e agora a Neo 125. Vamos tentar decifrar como é esse novo Neo de novo (!).

miofarol.jpg

Farol lembra um personagem famoso de cimena 

Como é

O grande apelo visual é o conjunto ótico dianteiro que imita o olho de águia, daí o nome! Para o mercado Asiático é um tremendo chamariz, porque tem um belo acabamento e realmente impressiona pelo porte, que lembra um scooter maior. 

Aliás, do peso declarado de 96 kg pelo menos uns 10% deve estar nesse conjunto formado por farol, porque é desproporcional em relação à traseira fina e de leveza estética. Para ser sincero, essa frente lembra um pouco um personagem famoso do cinema conhecido como oitavo passageiro.

Miorodatraseira.jpg

Amortecedor só do lado esquerdo e freio a tambor na traseira 

Para concorrer com os outros scooters de 125 cc a Yamaha aposta firme no estilo e a postura mais de motoneta do que propriamente scooter. Ele vai brigar diretamente com o Dafra Cityclass 200. Para saber mais sobre o Neo 125 é só pesquisar Yamaha Soul i 125 ou Mio GT 125 no Google que está tudo lá.

mioportaobjetos.png

Porta objeto sob o banco é pequeno: 14 litros 

O motor quatro tempos, monocilindro, SOHC, arrefecido a ar, é alimentado por injeção eletrônica e capaz de desenvolver cerca de 10 CV a 8.000 RPM com torque por volta de 1,0 Kgf.m a 5.500 o que projeta um motor bastante elástico e econômico. Nada de muito sofisticado no painel, com dois instrumentos – velocímetro e marcador de combustível – mas com úteis porta-objetos. A capacidade do tanque de gasolina da versão filipina é de 4,2 litros, mas duvido que a Yamaha do Brasil manteve esse tanquinho, certamente aqui no Brasil ele deve chegar em 6,0 litros. 

Com quadro do tipo underbone, com estrutura formando um “U” permitiu o piso baixo e plano. Isso me agrada muito porque facilita o transporte de objetos no assoalho. Quem já teve de transportar uma CPU sabe o que estou explicando. 

miopainel.jpg

Painel tem um sistema que controla o consumo instantâneo.

Como vai

Bom, como não andei na motoquinha, só posso avaliar pela ficha técnica mesmo, mas gostei das rodas de 14 polegadas, com pneuzinhos 80/80 na frente e 100/70 na traseira. Apesar das rodas de liga leve, os pneus são com câmera. A suspensão dianteira é por garfo hidráulico, enquanto na traseira apenas um amortecedor do lado esquerdo. Enquanto o freio dianteiro é a disco e a tambor na traseira.

miopezinholateral.jpg

Switch impede o motor de ligar com o pezinho abaixado. 

Bom, se quiser saber mais, veja a ficha técnica completa abaixo e alguns dados de desempenho que chupei de um site malaio. Mas se quiser ver um filme com trilha sonora de legítima bossa nova clique AQUI! 

miosouli125-matteblack-b.png

 

Versão pretinho fosco básico

 

 

Miovermelha.jpg

Neo vermelha flagrada nas ruas de SP. (Foto: Alexandre Silva)

Medidas

Comprimento – 1.870 mm

Largura – 685 mm

Altura – 1.070 mm

Distância entreeixos – 1.260 mm

Altura do assento – 773 mm

Vão livre do solo – 135 mm

Peso (em ordem de marcha) – 96 kg

Capacidade do tanque – 4,2 litros

Motor

Quatro tempos, monocilindro, arrefecido a ar, SOHC, duas válvulas

Deslocamento – 125 cm3

Diâmetro x curso – 57,0 x 58,7 mm

Taxa de compressão – 9,5:1

Potência Máxima – 9,4 PS a 8.000 RPM

Torque Máximo – 1,0 Kgf.m a 5.500 RPM

Partida – Elétrica/pedal

Embreagem – seca, centrífuga

Transmissão – automática por polia variável

Variação de relação – 2,478 a 0,829

Suspensão dianteira – garfo hidráulico

Suspensão traseira – monoamortecida, braço oscilante único

Cáster – 26,5º

Trail – 100 mm

Pneu dianteiro – 80/80-14, com câmera

Pneu Traseiro – 100/70-14, com câmera

Farol – bulbo e LED 12V 

Desempenho (aproximado)

Aceleração

0 a 60 km/h – 7,1 seg.

0 a 80 km/h – 13,6 seg.

0 a 100 metros – 8,8 seg

0 a 200 metros – 13,6 seg

0 a 400 metros – 22 seg

Vel. Max no velocímetro – 100 km/h

Vel. Máxima aferida – 93,9 km/h

 

publicado por motite às 01:25
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De André a 14 de Setembro de 2016 às 02:25
Bastente ético da sua parte...
De motite a 14 de Setembro de 2016 às 16:23
Sim, também acho, uma vez que as motos estavam circulando pelas ruas de SP e eu não fui convidado para participar do evento, não tenho obrigação ética nem moral de manter o embargo. Se quiser discutir essa questão ética pode fazer pelo meu email tite@speedmaster.com.br mas se identificando com nome e sobrenome. De forma ética.

Comentar post

.mais sobre mim

.Procura aqui

.Fevereiro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28

.posts recentes

. Cinco dicas de segurança ...

. SpeedMaster agora é BikeM...

. Dicas do DETRAN-SP: trans...

. Educação de trânsito nas ...

. Do pó vieste: saiba como ...

. Vai dirigir no exterior? ...

. Como emagrecer com skate

. O que esperar de 2017

. Triunfo da versatilidade

. Shopping D é o novo ender...

.arquivos

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds