Quarta-feira, 22 de Julho de 2015

Velocidade que não anda!

sinalizacao_transito.jpg

Hoje finalmente peguei a marginal Pinheiros na via lateral, a 50 km/h na minha CG 150. Reflexões dessa experiência:

1 – Não é tão mais devagar do que o fluxo da via normalmente, porque os motoristas paulistanos sofrem de uma disformia interpretativa iconográfica aguda que ao ver um radar de velocidade imediatamente metem o pé no freio e reduzem para 10% ou 20% abaixo do limite na crença de obter crédito de velocidade, ou seja, no próximo radar poderá passar 10% ou 20% acima da velocidade que não será multado. 

2 – Quais fantasmas estão sendo atropelados nessa via, porque ao meio-dia não vi vivalma (nem mortalma) atravessando os mais de 20 km que percorri! Provavelmente são os vendedores ambulantes que circulam nos corredores oferecendo amendoim, biscoito de polvilho ou roubando seus pertences! 

3 – Ficou muito mais fácil teclar ou falar no celular a 50 km/h! 

4 – Os motoqueiros continuam rodando na velocidade que bem entendem com o dedo socado na buzina pra irritar até um monge nepalês! 

5 – Dá para pilotar a moto e pensar em outras coisas ao mesmo tempo. 

6 – Nos horários que as marginais estiverem vazias e fluindo eu não terei coragem de rodar de moto a 50 km/h (nem a 70 km/h) porque me tornarei um alvo móvel super fácil de ser atingido pelo motorista bêbado voltando da balada a milhão. 

7 – Rodando nessa velocidade eu consegui até identificar as espécies plantadas nas marginais da marginal. 

8 – Deu um tremendo alívio sair da via expressa a 50 km/h e entrar na avenida Juscelino Kubistchek, com suas faixas de pedestres, semáforos, pontos de ônibus, gargalos mas que tem limite de 60 km/h! 

9 – Eu li em alguma pesquisa que fiz um tempo atrás que 50 km/h é a velocidade mais difícil de manter, mais até do que 40 km/h, porque não passa ao motorista o feeling real da velocidade. Por exemplo: a 40 km/h o cérebro registra a informação “é devagar”, acima de 60 km/h o cérebro entende que está rápido. Mas a 50 ele se atrapalha todo. Fiz essa experiência e tentei manter 50 km/h sem olhar pro velocímetro. Ficou sempre acima de 59 km/h!!! O único jeito de manter 50 km/h com o trânsito fluindo é fixar o olho no velocímetro... e deixar de ver o pedestre fantasma atravessando a rua! 

10 – Eu não sou doido nem estou com a menor paciência de polemizar sobre velocidades nas ruas, porque isso demanda tantas variáveis que me deixaria louco e você voltaria a ver blogs mais interessantes. Mas só por favor, pela enésima milionésima infinitésima vez: PAREM com essa comparação absurda com cidades como Londres, Amsterdã, Estocolmo, Kopenhagen, porque a realidade social é muito diferente. Comparem com La Paz, Bogotá, Caracas, que são cidades que lutam contra os acidentes de trânsito e estão mais próximas da realidade brasileira. Aliás, a Colômbia tem vários bons exemplos nessa área, mas o pessoalzinho dixxcolado só cita Amsterdãããã... 

11 – Redução de acidente não se faz com UMA medida, mas um conjunto delas. A primeira é a educação e FORMAÇÃO. Será que só eu no planeta Terra percebeu que na mesma semana que reduziram a velocidade nas marginais o DETRAN-SP descobriu que estavam vendendo carteiras de habilitação falsas??? Percebem o tamanho do problema? De um lado o próprio DETRAN vende a habilitação, de outro a Prefeitura afirma que acidentes são causados pela velocidade. Só eu estou vendo isso? Qual moral tem uma cidade para falar em redução de acidente se nem sequer é capaz de controlar seu próprio órgão emissor de licença? Ah, por favor, ETs, venham logo porque eu não agüento mais!

publicado por motite às 21:45
link do post | comentar | favorito
7 comentários:
De Portugal do Maranhão a 23 de Julho de 2015 às 03:30
Mais um excelente texto! Pena que cérebros pensantes como o seu não participa das decisões no trânsito em nosso país.
De Wellington Cassiano a 23 de Julho de 2015 às 14:14
All hail, Tite! É isso que eu vivo falando, cara. Não dá para ficar postando fotinha da Holanda e dizendo "ó, como eles são certinhos". Já morei na Holanda e sei que nem tudo é perfeito, mas a diferença primordial foi o que vc disse: FORMAÇÃO.
Falando em limites de velocidade, em Brasília temos umas bizarrices, veja: o Eixo Monumental, que tem cinco faixas de cada lado, tem velocidade limitada a 60 km/h. Já a avenida que atravessa o setor de mansões do Lago Sul, área residencial, com três pistas de cada lado e uma ciclovia no acostamento, tem limite de 70 km/h!
E sabe outra coisa que me emputece? Motoristas e/ou motociclistas que reclamam de radares dizendo que é "indústria da multa". Aqui todos os radares são sinalizados e ainda tem gente que leva multa. Ora, como pode ser indústria de multa se você não respeita o limite de velocidade, nem onde está totalmente sinalizado? Please.
De Rodrigo Gomes a 23 de Julho de 2015 às 21:25
Legal, bonito, divertido... Mas o Detran é do governo do estado de São Paulo e não da prefeitura!
De motite a 25 de Julho de 2015 às 17:32
Sim, e daí? Em algum lugar está escrito o contrário?
De walterjundiai a 24 de Julho de 2015 às 21:52
Tite, por acaso vc viu o video do ciclista ultrapassando um carro na marginal? Parece que o prefeito Maldhade conseguiu finalmente o que queria: transformar São Paulo em pesadelo bizarro e surrealista.......
De Thiago a 29 de Julho de 2015 às 18:20
Eu queria que a prefeitura informasse, em quantos dos acidentes fatais o carro tava dentro do limite antigo. Outro dia um camaro foi partido ao meio na marginal, será que ele estava a 90km/h ou mais? Ao invés de fiscalizar os 90 e os 70 e ver se isso diminui as mortes, é mais fácil baixar pra 70 e 50, e aí sim aumentar a fiscalização..pq aí gera multa né e ainda vão falar q morreu menos pq agora só pode andar a 70 e 50, quando a verdade é que se conseguissem fazer o povo andar a 90 e 70, já resolveria a grande maioria dos acidentes..
Mais uma vez, no país do contrário, a punição vem pra já cumpria a lei...
De Bayer a 31 de Julho de 2015 às 02:00
É sério o lance da pesquisa? Porque realmente eu acho difícil manter 50km/h constantemente sem precisar olhar o velocímetro a cada 10 segundos. Hoje na tietê eu cometi uma bela barbeiragem e quase dei na traseira de um carro que brecou enquanto eu checava o velocímetro.

Velocidades acima de 60km/h parecem fáceis de manter apenas no feeling, eu raramente olho para ele e na maioria das vezes estou na velocidade correta.

Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 13 seguidores

.Procura aqui

.Outubro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Prazer em encolher: Ducat...

. Linha 2018 Honda chega co...

. Vide Versinha

. Comprei um capacete!

. Indian Motorcycle comemor...

. É uma BMW! Teste da BMW G...

. Parque de diversões, um d...

. Salão da esperança

. Os dias eram assados. Com...

. 10 dicas (mais uma) para ...

.arquivos

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds