Quinta-feira, 12 de Maio de 2016

Vamos pra terra!

terra_0.jpg

Eu mesmo matando a saudades do motocross na Honda CRF 230. (Foto: Caio Mattos)

Praticar fora-de-estrada é uma das grandes diversões que a moto oferece 

Existem duas formas de você começar a praticar atividades fora-de-estrada com moto: sem querer, quando no meio da viagem se depara com uma estrada de terra; ou por pura curtição e prazer! Vou começar pela segunda que é mais legal! 

Pilotar por estradas de terra ou trilhas é um grande barato. É um dos melhores aprendizados para se tornar um motociclistas completo. Ter a experiência de pilotar uma moto específica de off-road em uma pista de motocross ou trilha representa um enorme incremento nas técnicas de pilotagem para qualquer outro tipo de moto. Até os pilotos campeões mundiais de motovelocidade treinam em pistas de terra como forma de adquirir sensibilidade para controlar as derrapagens. 

terra+1.jpg

Com a Yamaha DT 200. totalmente equipado (Foto: Mário Bock)  

No fora de estrada é preciso 100% de foco o tempo todo. Porque o piso muda de coeficiente de atrito de uma hora pra outra. O piloto vem na reta, com um tipo de piso, freia em outro piso e faz a curva em um terceiro e quando acelera encontra um quarto tipo. Imagina o quanto de variáveis pode mudar em apenas 200 metros de terreno! 

Pratiquei enduro por mais de 10 anos, mas desde adolescente adorava andar de moto por estradas de terra até porque o bairro que eu morava não tinha rua asfaltada! E os terrenos baldios viravam pistas de motocross e bicicross feitas por nós mesmos.

terra_6.jpg

Agrale Explorer 27.5 era muito divertida. (Foto: Mário Bock) 

Começar no fora de estrada exige antes de mais nada equipamento adequado. Não só a moto, evidentemente, é preciso investir em equipamento básico porque a gente cai muito! E nem adianta pensar “ah, eu não vou cair...” porque é simplesmente inerente à atividade. Como o piloto de off-road permanece mais tempo em pé, apoiado apenas nas pedaleiras, as quedas são até mais lentas, mas de uma altura maior. Por isso a chance de se machucar é grande. 

Terra_3.jpg

Voando com a Honda CRF 230. (Foto: Caio Mattos) 

É preciso investir em um bom equipamento, mas saiba que eles duram muitos e muitos anos. Tenho bota com mais de 15 anos e continua inteira. Esse primeiro investimento é alto mas ele se dilui ao longo dos anos e na primeira queda ele se paga. 

Em seguida o neo-offroader precisa começar a praticar. No Brasil já existem alguns cursos que ensinam os primeiros passos e é sempre melhor aprender com um professor do que com um amigo impaciente. Depois é hora de praticar. 

Hoje existem pistas de motocross e crosscountry particulares em várias cidades do Brasil. É muito fácil construir uma pista de cross, basta o terreno e um trator bobcat.

terra_4.jpg

Use motos adequadas, a Hornet não serve! (Foto: Fábio Arantes) 

Já a trilha envolve uma infra-estrutura um pouco mais complexa. No meu tempo a gente ia rodando com as motos de trilha até chegar nos trechos de terra. Hoje a fiscalização pega no pé (com razão) e é preciso levar a moto ou em uma carreta ou na picape (já escrevi sobre isso). Também é preciso ficar esperto com as áreas que podem e as que são proibidas a entrada de veículos motorizados. 

Em termos de segurança, quando pegar estradinhas de terra lembre sempre que tem outros veículos vindo no sentido contrário, alguns bem grandes e cheios de ferro, além de pedestres e ciclistas. E quando estiver na mata fechada fique atento aos animais. Eles se assustam com o ruído das motos e podem correr justamente em sua direção! 

Terra_5.jpg

Teste da Honda XLX 250R em 1987. (Foto: Mário Bock) 

Tenha sempre um kit básico de ferramentas e, hoje em dia, um telefone celular. Leve uma mochila com água e algumas barras de cereal. A lista de itens para fora de estrada é enorme e não caberia aqui em apenas uma coluna. A melhor fonte de informação são os amigos praticantes ou mesmo o mr. Google. Procure se informar porque existem inúmeras dicas importantes para segurança e de pilotagem. 

Por exemplo, como passar por atoleiros, enfrentar subidas íngremes, pisos de baixa aderência etc. 

Mas de uma coisa você pode ter certeza: isso vicia! Uma vez inoculado com o vírus do fora de estrada dificilmente vai encontrar uma vacina. Pode começar a se embrenhar pelo mato porque moto e mato combinam perfeitamente! 

Acabou asfalto e agora?

Quando você não está com uma moto de uso misto e de repente dá de cara com uma estrada de terra algumas dicas podem ajudar. Se o piso estiver seco pode esvaziar um pouco (cerca de 5 libras) cada pneu para deixar mais “macio”. Mantenha sempre uma marcha constante, evitando acelerações e frenagens bruscas. Lembre que a areia é um dos pisos com menos coeficiente de aderência da natureza. Pior só quando chove e vira lama! Nesse caso, além dos cuidados acima não se sinta envergonhado em andar com os pés perto do chão porque pode ser preciso um terceiro ponto de apoio. Nas motos urbanas o barro pode colar no pneu e embolar tudo no paralama dianteiro travando o pneu. O jeito é parar e pacientemente tirar essa lama com a mão mesmo. Pode se preparar porque é uma meleca! 

Terra_2.jpg

Teste sda Honda XLX 350R, não lembro o ano... eu não gostava de deixar a roda dianteira no chão! 

Equipamentos

Se a ideia é participar regularmente de atividades fora de estrada não economize no equipamento, principalmente nos itens que existem hoje em dia como joelheiras articuladas e protetores de pescoço. Esses equipamentos duram muitos anos e esse investimento acaba se diluindo. Mas é essencial para a segurança. 

Cursos

SpeedMaster Off-Road – No Haras Tuiuti, SP (11) 9 9458-7351 www.speedmaster.com.br

Jean Azevedo Offroad School – No interior de São Paulo – (12) 9 9790-0987 www.offroadschool.com.br

Big Trails Adventure – Cambuquira, MG – www.bigtrailsadventure.com.br

Moto Atacama – Interior de São Paulo – www.motoatacamaentretenimento.com.br 

publicado por motite às 22:25
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De Daniel a 22 de Maio de 2016 às 15:59
Mesmo sem tanta paciência para acompanhar competições, eu sempre gostei mais das motos trail e daquelas supermotard por induzirem o piloto a manter uma posição mais adequada que ficar espremido como nas superesportivas e pelo acerto de suspensão mais apto a suportar os rigores dessa malha viária lisarbiana. E diga-se de passagem, é no off-road que muitos moleques acabam inoculados com o vírus do motociclismo como aconteceu comigo aos 9 anos após experimentar uma cinquentinha numa pista improvisada de areia.

Comentar post

.mais sobre mim

.Procura aqui

.Setembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Comprei um capacete!

. Indian Motorcycle comemor...

. É uma BMW! Teste da BMW G...

. Parque de diversões, um d...

. Salão da esperança

. Os dias eram assados. Com...

. 10 dicas (mais uma) para ...

. 10 dicas para comprar e u...

. Mamma mia! Como é a nova ...

. Clássica zero km, Royal E...

.arquivos

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds