Segunda-feira, 23 de Novembro de 2009

Auto ajuda ajuda?

(Esse livro ajuda!)

 

Zanzando pela Livraria Cultura perdi a conta dos livros lançados nos últimos anos com a pretensão de ensinar alguma coisa. O mais impressionante, partindo da lógica que só lançam livros porque tem quem os leia, é que as pessoas não sabem mais fazer nada! Pela quantidade de livros ensinando a cuidar de filhos é notável que a humanidade continue se desenvolvendo! Quem tiver filhos e não ler um livro desses é capaz de criar um monstrinho. E amar? Nossa, nem pense em sair namorando sem ler um livro que ensine a beijar, localizar as zonas erógenas, proporcionar orgasmos olímpicos e, claro tudo isso sem perder a fidelidade. O mais intrigante é que se as pessoas não sabem mais nada sobre sexo, como lançam tantos livros sobre criação de filhos? Os humanos se reproduzem por esporos?

 

O livro de economia mais vendido atualmente não ensina a entender sobre debêntures, nem explica como o mercado de ações influencia na sua vida ou ainda a reação mundial diante do enfraquecimento do dólar. Nada disso, o livro mais vendido ensina como casais podem enriquecer juntos. Claro que o autor parte do princípio que o casal é formado por pessoas providas de bom senso, o que é tão raro em um casal quanto achar uma mulher que queira engordar.

 

A quantidade de livros para regime também nos induz a acreditar que, sem as gráficas, hoje viveríamos em um mundo de obesos. Desde a época dos dinossauros sabe-se que a única forma de não engordar é comer menos e se mexer mais. Qualquer variação sobre esse tema é encheção de lingüiça (light). Mas se a mocinha pira o cabeçote e entra em cetose até quase morrer de anorexia, não tem problema, porque basta correr à livraria mais próxima e comprar um livro de auto-ajuda para problemas de disformias em geral. Tem livro pra quem se acha muito magro, muito fraco, muito careca etc. Sim, porque os livros induzem todo mundo a ser lindo, rico, famoso e sexy, mas quem não conseguir isso tudo e entrar em depressão profunda, também encontra livros biográficos com histórias de pessoas que sobreviveram ao fundo do poço.

 

No meu tempo tudo era mais intuitivo. As mães ensinavam os filhos da forma como aprenderam com as mães delas. As pessoas andavam mais, se mexiam mais e engordavam menos. Fazia-se sexo por prazer e não para ganhar medalha de masterfucker. Só atletas exibiam abdome de tanquinho e isso não causava depressão nem expulsão da praia.

 

(como pude viver todos esses anos sem saber como fazer sexo na floresta?)

 

Ah, e se você não tem paciência para ler um livro, não tema ficar gordo(a), nem broxa, nem pobre, basta contratar os novos personals anything. Tem personal de tudo: pra ficar forte, pra se vestir, pra arrumar seu armário, pra levar sua esposa às compras, tudo é personal. Motorista virou personal driver, costureiro virou personal stylist, faxineira se chama personal cleaner e assim por diante. E se o marido decide voltar de viagem um dia antes do previsto e flagra a mulher com o Ricardão, ela pode argumentar:

 

- Ricardão, não, bem, esse aqui é meu personal fucker!

 

---------------------------------

Depois de escrever esse texto descobri que já tinha produzido algo parecido, então meu déja-vu está nesse link:

 

publicado por motite às 20:08
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Sábado, 16 de Agosto de 2008

Ajudem-me

 

 

Ajudem-me!!!

 
Hoje fui na Bienal do Livro, no Anhembi, em São Paulo e fiquei preocupado. Aliás, a Sociedade Brasileira de Psicologia e Psicanálise deveria ficar ainda mais preocupada porque, a julgar pela quantidade de títulos de auto-ajuda, ninguém mais vai fazer análise. Psicoterapeuta: seu ofício está no fim!
 
Você está com auto-estima baixa? Não sabe ganhar dinheiro? Não sabe conquistar uma garota? Quer se separar? Quer casar? Criar os filhos? Os cachorros? Perdeu o emprego? Tem bilau pequeno? Unha encravada? Pereba? Encosto? Diabetes? Mau hálito? Não sabe chefiar? Nem ser chefiado? Precisa de um emprego decente? Seus filhos são uns pentelhos? Acha sua mãe uma gostosa? Quer cozinhar melhor? Transar melhor? Dirigir melhor? Precisa emagrecer? Engordar? Crescer? Encolher?
 
Seja lá qual for sua necessidade ou angústia existencial a resposta está nos milhares de títulos de auto-ajuda expostos nas livrarias. Não sei como isso tudo começou, mas quando vejo as gôndolas lotadas de livros de auto-ajuda tenho a clara impressão que a humanidade voltou à Idade da Pedra. Ninguém mais sabe como educar os filhos, ter sucesso financeiro, ser um bom chefe ou mesmo dar uma boa e natural transada sem a ajuda de um livro.
 
O que está acontecendo? Quanto mais meios de comunicação e informação a serviço do conhecimento menos as pessoas sabem ser elas mesmas! Abaixo a idiossincrasia, Adeus às vicissitudes! Bem-vindos estereótipos dos humanos-perfeitos talhados na literatura de auto-ajuda. Literatura, coisa nenhuma: manuais! Porque esses livros têm tanta literatura quanto uma bula de remédio. Não sabe criar o filho único? Tome um manual do proprietário de filhos únicos!
 
Essa é boa: tinha um livro ensinando a criar meninos! Isso mesmo, com distinção de sexo. Claro, porque a anta-mãe ou anta-pai não é capaz de perceber a diferença entre menino e menina, precisam de um livro pra ensinar. Isso tem um cheiro de homofobia explícita, mas estava lá, na enésima edição com mais de milhão de exemplares vendidos no mundo e o autor é venerado na Austrália como um gênio.
 
É uma decepção ver para onde está caminhando essa geração de leitores de manuais. Futuramente teremos um exército de filhos com a mesma educação, ou uma enxurrada de livros de auto-ajuda mofando nos sebos do mundo todo.
 
Saí da Bienal com a certeza de que se é verdade que livro de auto-ajuda ajuda, o maior ajudado nessa história é o editor!
 
+          +          +
 
Outra constatação preocupante: 80% dos autores acima dos 40 anos são gordos!!! Caramba, eu terei de engordar pra fazer sucesso como escritor? 

 

 

publicado por motite às 00:31
link do post | comentar | ver comentários (16) | favorito

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 13 seguidores

.Procura aqui

.Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Auto ajuda ajuda?

. Ajudem-me

.arquivos

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds