Segunda-feira, 24 de Novembro de 2008

De volta a Lisarb

(neste estranho país tudo é ao contrário...)

 

Os meus leitores conheceram o Lisarb, país no qual tudo é ao contrário. Mas a cada dia surgem novas leis, comportamentos e manias que levam a crer que um dia Lisarb será oficial e Brasil será o estranho. Quer uma prova? O Brasil ficou chocado com a notícia da modelo Ana Carolina Reston, que morreu de magreza aos 21 anos, em 2006. Nem na Etiópia uma pessoa com aquele corpo seria considerada gorda, mas no mundo da moda o bonito é ser cadavérico. Sem o cheiro, por favor, só a aparência! A mídia – num excelente exemplo de necrofilia – estampou a foto da menina – com 40 kg! – nas primeiras páginas de várias publicações.

 

(Ana Carolina, tão jovem, tão linda e tão magra...)

 
Aqui começa uma tremenda inversão de valores. A revista Veja pertence à editora Abril, que publica pelo menos uma dúzia de revistas mensais e semanais exclusivamente destinadas a cultuar a beleza, colocou a foto da menina na capa com a chamada “A magreza que mata”. No entanto a Abril fatura uma fortuna em revistas como Nova, Claudia, Capricho, Boa Forma, Mens Health, Womens Health e outras que nem lembro mais. Em TODAS essas publicações o tema principal é “emagreça, emagreça e emagreça”. Até o dia em que uma menina de 18 anos morre por excesso de emagrecimento e vira capa da Veja em uma reportagem toda dramática. Que ironia lisarbiana: o mesmo emagrecimento que vende revistas femininas também ajuda a vender a Veja quando alguém morre... de magreza!
 
(emagreça, emagreça e emagreça...)
 
Não gosto de jogar confete na minha cabeça, mas em 1999 escrevi um roteiro pra teatro intitulada “A Conspiração”, que tratava da ditadura da beleza. Na peça, a personagem feminina desaparecia depois de tanto regime. Na cena final aparecia uma luz com a personagem afirmando “Nossa, agora me sinto tão leeeeeve!”. A peça  - uma comédia, claro - nunca foi ao ar por falta de patrocínio, talvez fosse o caso de procurar patrocínio do Cemitério da Paz!
 
Xô garupa
Votando ao assunto que nos uniu, o motociclismo, agora parece que todo político sem uma plataforma dignificante decidiu apontar as armas em direção aos motociclistas. A idéia é a seguinte: já que estão usando as motos para cometer alguns delitos, então é melhor tratar TODOS os motociclistas como marginais. É a base do racismo: primeiro generalizar, depois segregar e finalmente identificar! Pena que os lisarbianos têm péssima memória, pois acabam votando nessa furba de anencéfalos de terno, gravata e tailler que vivem nas tetas do Estado e chafurdam no esgoto de suas representações políticas. Como é possível alguém propor uma insanidade como colar o número da placa da moto no corpo do motociclista?
 
Só pra dificultar a argumentação da deputada Rose de Iroshima (do PMDB-ES) a socialite Ana Cristina Gianini Johannpeter foi assassinada por um menor – que já tinha passagem na polícia – pilotando uma prosaica bicicleta, também em novembro. O crime aconteceu a 150 metros de uma delegacia do Leblon, Rio de Janeiro. Como a dona Rose irá reagir? Vai recomendar o uso de um colete com o número do RG e endereço em todos os ciclistas do Rio de Janeiro? Ou vai propor uma redução dos salários, jetons e benefícios dos servirores lisarbianos para relocar a verba aos programas sociais realmente funcionais? Ou exigir do Secretário de Segurança Pública do Rio a garantia de que as pessoas sob sua guarda sobreviverão a mais um dia?
 
(Joji você é um homem ou um Hato?)
 
Outro exemplo de brilhantismo voltou à pauta. O “qualquer coisa política” Joji Hato, um sujeito de aparência asquerosa voltou a propor a proibição de as motos transportarem passageiros em São Paulo, como forma de evitar os crimes cometidos por motociclistas. Esse mesmo Joji Hato não se opôs a comparecer na festa de apresentação da Kawasaki do Brasil, na qual estava cercado de pessoas que vivem de e para as motos! Esse mesmo Joji Hato que durante uma Comissão de Educação da Câmara Municipal de São Paulo, em junho de 2008, aproveitou que a platéia era formada por senhores e senhoras e mencionou seu projeto para acabar com os passageiros de motos em São Paulo. Por aí a gente percebe o quanto a nova diretoria da Kawasaki anda mal informada sobre as celebridades que convive.
 
Apaga tudo
Ah, Lisarb. Uma característica interessante “deste país” (como diz Lula) é o recadastramento. Nos últimos 10 anos eu recadastrei meu título de eleitor, meu CPF, meu PIS (SUS, INSS, sei lá o nome), meu IPTU e algum outro que não lembro. Sabem por que o Brasil promove tantos recadastramentos? Porque perde o controle da corrupção! É preciso saber se os beneficiários do INSS estão vivos; quantas contas bancárias foram abertas com CPF falsos; quantos eleitores fantasmas existem e quantas casas foram construídas ilegalmente. Em suma, o Estado perde o controle da corrupção (porque quem deveria fiscalizar também é corrupto) e toma uma atitude de macho: apaga tudo e começa do zero! O recadastramento é o maior atestado de incompetência que uma administração pode passar e ninguém vem a público pedir desculpa pela falta de controle. Somos obrigados a suportar o império de burocracia e se nossa memória nos trai e esquecemos de nos recadastrar ainda pagamos MULTAS!
 
Agora vem a idéia super moderna de implantar chip em todos os veículos motorizados. Isso me lembra as urnas eletrônicas. Lisarb é um dos países mais pobres e com uma das piores distribuições de renda do planeta, mas quer ser up to date em tecnologia com as urnas e agora o chip de identificação veicular. Muito moderno e eficiente, não fosse uma velha e esquecida questão chamada PRIORIDADE! Imagine se essa tecnologia moderna fosse empregada, por exemplo, para reduzir ao menos um pouquinho a corrupção cometida dentro da administração pública!
 
Então temos de um lado a completa incapacidade de controlar a corrupção. De outro a necessidade de “aparecer” diante da comunidade internacional com soluções modernosas como urna eletrônica e chip. Uma boa idéia seria juntar essas duas necessidades com a criação de um chip de identificação de corrupto. Já pensou? Uau! Desde o cara que leva uma caneta esferográfica da repartição pública pra casa, até lobistas que recebem “gratificações” por um mega contrato de fornecimento de produtos e serviços ao Estado. O chip identificaria o corrupto (ou corruptor) e apareceria seu nome em um enorme painel colocado em Brasília. Tipo um Digital Corruptor Identificator Tabajara.
 
Mesmo um país de piada pronta como Lisarb esse tipo de analogia já perdeu a graça. Cada vez mais acredito que a principal função de uma deputada como essa Rose é desviar a atenção dos assuntos realmente sérios. Enquanto gastam-se tempo e dinheiro para tramitar um projeto ridículo como esse, nos porões de cada representação política os ratos engravatados e de tailler investem tempo e esforço mental para descobrir uma forma de aumentar seus vencimentos, trabalhar menos e se aposentar mais cedo.
 
Políticos de Lisarb são lutadores sim. Lutam para conseguir o poder. Não é pelo ou para o povo, mas exclusivamente pelo poder. De um simples vereador ao presidente todos almejam o poder. A sensação de poder corrompe, libera endorfinas e vicia. Por isso, no dia seguinte à posse, a preocupação número um das roses neste jardim de lama é uma só: como conseguir se reeleger para prolongar a agradável sensação de poder por oito anos.
 
Lisarb está ficando tão absurdamente de ponta cabeça, numa inversão de valores sem comparação no mundo, que uma hora destas vai voltar a ser Brasil.
 

 

publicado por motite às 17:13
link do post | comentar | favorito
5 comentários:
De Daniel a 24 de Novembro de 2008 às 23:12
quando dizem que eu sou braasileiro eu fico ofendido, tenho vergonha de ser considerado brasileiro... um país que precisa de leis referentes à supervalorização da bandeira e do hino nacional para enfrentar a falta de patriotismo é uma prova de que eu não sou o único que pensa dessa maneira...
De Gustavo a 25 de Novembro de 2008 às 02:37
Tite, já dizia um grande filósofo:

"O principal problema - um dos principais problemas, porque são muitos -, um dos principais problemas em governar pessoas está em quem você escolhe para fazê-lo. Ou melhor, em quem consegue fazer com que as pessoas deixem que ele faça isso com elas.

Resumindo: é um fato bem conhecido que todos os que querem governar as outras pessoas são, por isso mesmo, os menos indicados para isso. Resumindo o resumo: qualquer pessoa capaz de se tornar presidente não deveria, em hipótese alguma, ter permissão para exercer o cargo. Resumindo o resumo do resumo: as pessoas são um problema."
De Rodolpho a 25 de Novembro de 2008 às 19:10
É so você ver a má fé dos lisarbianos. É sabido que a tragédia une as pessoas, e todos sabemos o que está acontecendo sobre o sul do pais. Vcoês acreditam que colocaram o pão francês a 3$ a unidade????

http://g1.globo.com/Noticias/Brasil/0,,MUL875280-5598,00-COM+CHUVA+PAOZINHO+VAI+A+R+E+GASOLINA+CHEGA+A+R+EM+BLUMENAU.html
De Gerson Portugal Pontes a 27 de Novembro de 2008 às 15:49
Graaaaaaaaaaaaaannnnnnnnnnnnnde Tite!!!

Vc acha coisas estranhas em Lisarb? Precisa ver coisas que ocorrem aqui no Oãhnaram. Aqui se emplacam as carroças, pois ninguém tem peito para tirá-las das ruas. A Assembléia Legislativa foi criada dentro de uma Área de Preservação Ecológica, e por aí vai.

Estou muito feliz por poder novamente dar minhas risadas lendo suas matérias. Tomara que vc aprenda a ganhar muuuuuuuuuiiiiiiiiiiiiiito dinheiro com isso. Acredito que agora vai dar certo. Motite pega!!!

Gerson, São Luís, MA
De anderson a 20 de Abril de 2016 às 20:58
ótimo texto Tite, lendo ele hoje em 2016, no cenário atual do nosso pais, vendo o nível das pessoas que nôs representam na câmara de deputados, é triste admitir que nada mudou, a tendencia é apenas piorar

Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 13 seguidores

.Procura aqui

.Outubro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Prazer em encolher: Ducat...

. Linha 2018 Honda chega co...

. Vide Versinha

. Comprei um capacete!

. Indian Motorcycle comemor...

. É uma BMW! Teste da BMW G...

. Parque de diversões, um d...

. Salão da esperança

. Os dias eram assados. Com...

. 10 dicas (mais uma) para ...

.arquivos

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds