Quinta-feira, 4 de Setembro de 2008

Pense na vida

(Calvário de Cristo, Congonhas, MG. Foto:Tite)

 

 

 

Durante 5 anos ministrei o curso de pilotagem SpeedMaster, destinado aos donos de motos esportivas e sempre encerrava a aula com um discurso improvisado, mas que reescrevo agora a todos vocês como uma mensagem de final de ano.

Os senhores estão formados no curso de pilotagem. Agradeço a todos que passaram esses dois dias aprendendo a domar suas motos com mais de 100 cavalos. Agora vocês estão mais preparados para enfrentar as estradas e curtir o enorme prazer que é pilotar essas motos. Porém, antes de encerrar, gostaria de alertar a todos que a tentação da velocidade é muito forte. Todos os finais de semana vemos motociclistas montados em suas esportivas tirando racha nas estradas desse enorme Brasil. Vocês também passarão por isso, porque é inacreditável que o dono de uma moto de 100, 150 ou 200 cavalos queira apenas rodar dentro dos limites de velocidade. Quando chegar essa tentação pense nesses dois dias de aula.

Pense que além de você, outras pessoas estão circulando na mesma estrada, na mesma hora e lugar e que podem não gostar tanto assim de velocidade. Pense que a sua velocidade pode ser prazerosa, mas que os outros motoristas à sua volta não conseguem interpretar a sua velocidade da mesma forma. Pense que você precisa espaço para frenagem segura e que essa distância aumenta de acordo com a sua velocidade. E que a equação espaço x tempo funciona não só para correr, mas também para frear. Pense que sua moto tem limitações, você tem limitações e a estrada também tem as limitações. Pense que os tombos e acidentes são provocados por excesso de confiança, excesso de exibicionismo e falta de bom senso!

Pense na sua moto. Nos caminhos que você teve de percorrer até chegar à SUA moto. Que pode não ser a mais nova, ou a mais rápida, ou nem mesmo a mais bonita, mas é a SUA moto e que é a razão de você estar aqui nesse curso. Pense em todo esforço para chegar até essa moto e que ela pode desaparecer como um sonho bom ao despertar.

Sobretudo, pense na VIDA! Pense nesse milagre que é a vida. Na SUA vida e como ela influencia na vida de outras pessoas, especialmente as pessoas que te amam. Pense em quem te trouxe à vida, em todos os esforços que pai e mãe fazem e sempre farão para melhorar e garantir a SUA vida. Pense no amor incondicional de mãe e pai. Pense na sua infância, no cheiro de bolo em casa, na ansiedade que o mês de dezembro trazia e ainda traz. Pense nos filhos, se os têm ou se quiser tê-los um dia. Pense que os filhos te olham como se você fosse a pessoa mais importante da vida deles. Pense nas broncas e carinhos de mãe com a mesma intensidade que pode pensar no amor estampado nos olhos brilhantes de seu filho. Pense em TODA a sua família.

Pense na vida e na natureza. No cheiro de terra molhada depois da chuva. No céu azul, no canto dos pássaros e todos os sons da natureza. Nas árvores que você plantou ou plantará. No pôr de sol, no cheiro de maresia, no seu primeiro banho de mar. Pense nos amigos que você fez até hoje e que naqueles que ainda vai conhecer. E que eles também sentem sua falta. Mas também pense nos seus inimigos e como eles ficarão felizes com seu desaparecimento. Não dê esse gosto a eles.

Pense no amor. Não no amor pasteurizado que Hollywood quer nos empurrar goela abaixo, mas no amor tão verdadeiro e sincero que nem você mesmo sabe que sente. Na lembrança do primeiro beijo. Nas alegrias e frustrações que já passou em nome do amor. Pense simplesmente no amor. E que o amor pode estar nas coisas e gestos mais simples, que talvez você nem tenha percebido ainda.

Pense em Deus. Seja qual for sua religião, ou o nome que você dê a Ele. Pense que por trás de sua criação sempre existiu uma orientação religiosa que te trouxe e guiou até hoje. Pense na fé – ou na falta dela – nas horas mais difíceis da sua VIDA e que até nos momentos em que essa fé parecia escorrer pelos dedos você superou as dificuldades. Pense que Ele te deu a VIDA e esse é um bem sagrado. Ninguém mais tem o direito de tirá-la, nem mesmo você. Pense no respeito à vida como se respeitasse ao seu Deus.

Geraldo Tite Simões*
* Publicado originalmente em dezembro de 2007

 

publicado por motite às 00:33
link do post | comentar | favorito
14 comentários:
De Maurício Fernandes a 4 de Setembro de 2008 às 03:12
Caramba Tite, se um dia fizer o seu curso e ouvir um discurso desses, eu vou chorar que nem criança...
Parabéns, o dom da palavra quando bem utilizado produz textos espetaculares, nada mais certo do que primar pela vida para poder aproveita-la.
Sempre acompanhei suas reportagens no motonline não tanto pelo conteúdo(que acho riquíssimo), mas sim pela forma que com que você se comunica, seu livro é prova disso.
Quem sabe um dia, quando puder fazer o seu curso, poderemos conversar.
Abraços, e boa sorte com o blog e a futura vida profissional.
De Ana Pe de Pano a 4 de Setembro de 2008 às 12:25
Caiu uma lágrima aqui. Snif!
De Murilo a 4 de Setembro de 2008 às 12:44
Forte, e muito bom...
De Youssef a 4 de Setembro de 2008 às 14:15
Ótimo texto amigo, mas não falo simplesmente do ponto de vista da beleza, ou de sua capacidade como escritor. Falo das verdades aí contidas; coisas em que vale a pena a gente pensar sempre.
De Orlando a 4 de Setembro de 2008 às 14:17
Tite, já havia lido esse texto, não lembro se no livro ou no Motonline. Daquela data pra cá, esqueci do texto e do valor à vida. Vou imprimí-lo e deixá-lo sempre visível, na porta do guarda-roupa, para que eu nunca deixe de levar em conta o quanto vale minha vida para Deus, minha família e meus amigos. Quem sabe eu comece a dar mais valor nela também e pare com pequenas atitudes que atentam contra ela, quer seja de forma física, moral ou espiritual.
De Fox a 4 de Setembro de 2008 às 14:30
Sou MUITOOO fan desse carééécaaa mewww!!! rsss

Lastimável o que aconteceu domingo.

Um grande Abraço.

Fox
De André Garcia a 4 de Setembro de 2008 às 16:35
Tite, o que falar?? No auge dos meus quase 35 anos, vivo um momento que não desejo para um cachorro. Esse texto fez eu chorar, algo que passo meses sem conseguir, mesmo quando mais preciso.
Obrigado!
De nina simões. a 4 de Setembro de 2008 às 17:16
"Pense que os filhos te olham como se você fosse a pessoa mais importante da vida deles."

não é como se fosse, você é mesmo, paizin.
ainda bem que você sempre pensou em tudo isso.
De motite a 7 de Setembro de 2008 às 16:12
E vocês são as pessoas mais importantes da minha vida!!! Por isso penso em tudo isso!
De Claudinei Cordiolli a 4 de Setembro de 2008 às 20:23
Tite,

Eu e minha família ficamos muito chocados com o último acontecimento. Mas como você mesmo viu no Orkut, quem fez o curso sempre guarda os ensinamentos e passa aos outros quando tem oportunidade. Isso não tem preço.

Aprendi muito no curso e vou levar sempre comigo esta experiência, e vou ajudar e repassar sempre que puder outros motociclistas (até os que se perdem), mesmo se eles me taxarem de babaca, cuidadoso, etc.

Tudo isso porque um prazer maior que o de pilotar é estar presente com a família e os verdadeiros amigos.

Força e paz.

Claudinei
De Remerson Andrade a 5 de Setembro de 2008 às 00:15
Muito bom o texto, parabéns ao Tite e muita força para superar esse momento ocorrido no ultimo fim de semana.

Abraços

Comentar post

.mais sobre mim

.Procura aqui

.Abril 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Honda lança SH 150i, um s...

. Cinco motivos para ter um...

. Cinco dicas de segurança ...

. SpeedMaster agora é BikeM...

. Dicas do DETRAN-SP: trans...

. Educação de trânsito nas ...

. Do pó vieste: saiba como ...

. Vai dirigir no exterior? ...

. Como emagrecer com skate

. O que esperar de 2017

.arquivos

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Março 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds